Compartilhar na internet é natural (por @blogdepai)

No especial de pais, que eu sei, talvez devesse ter acabado no dia dos pais, eu lembrei de um perfil de Twitter que começara a me seguir há pouco e que tinha um nome perfeito: @blogdepai. Ao contrário dos outros pais, deste sabia pouco, só o que está no blog (uma graça, que pode ser visto aqui) e no Twitter.

“Antes mesmo da minha filha nascer comecei a imaginar como fazer para registrar o crescimento dela, mesmo antes do nascimento. Trabalho com web e o pensamento natural é fazer um site, mas gerenciar um site feito por mim mesmo tomaria muito tempo e então um blog foi o caminho natural. Com ele consigo colocar online as fotos e vídeos que fazemos e ainda posso escrever a vontade sem limitações.

Como já escrevi outros blogs, começar o Blog de Pai foi bem tranquilo.

Fiz o planejamento do que iria postar, do mesmo jeito que faço para um cliente, com antecedência, fui juntando material, muitas fotos e vídeos, o que foi bem tranquilo, porque eu e minha mulher gostamos de registrar tudo o que a Alice faz.
Desde os tempos de exames, levava a câmera fotográfica e registrava tudo (acho que o blog tem mais coisas que o livro do bebê). Como moro longe da minha família, o blog serve também para mantê-los informados de tudo o que acontece com a netinha. Durante os oito primeiros meses tudo o que a Alice fez está registrado. Confesso que durante o Inverno em Porto Alegre, fiquei mais preocupado em manter a saúde da Alice em dia do que manter o blog. Esses meses foram de muito frio e minha preocupação se voltou para outro lado.

Como nunca tive grandes expectativas escrevendo, me surpreendi bastante com a recepitividade das pessoas, a maioria desconhecidas. Talvez seja pelo fato de não haverem tantos pais blogueiros, ou pelo jeito muito pessoal que faço tudo, não sei, mas fiquei bastante feliz com as pessoas que conheci online por conta do blog, pelo carinho e pelos comentários carinhosos.
Pra mim, o meu objetivo principal foi alcançado, que é registrar para a prosperidade a vida da minha filha e de brinde faço contato com outros pais e mães que como eu, amam seus filhos.

Tenho poucos planos para o Blog de Pai, a não ser continuar escrevendo. Espero que o blog cresça, mas não a ponto de tomar demais o tempo livre (que já é pouco) porque trocar as brincadeiras com a família por ficar mantendo o blog não vai acontecer.

Convido a todos, pais e mães a tentarem registrar a vida de seus filhos. Tomando cuidado para não expor demais a rotina, ou detalhes muito íntimos, a experiência contribui muito para a reflexão do que é ser pai. A meditação antes de escrever um post, relembrando o que aconteceu, te leva a rever muitas coisas, validar sentimentos e repensar erros. O que na minha opinião contribue para o seu crescimento como pai.

Assim espero.”

Alex Rodrigues (@blogdepai) é pai da Alice e marido da Paula, com quem compõe “uma família muito apaixonada, nova, mas apaixonada”. Alex é analista SEO, trabalha com web, além de ser carioca, vascaíno e mocidade – e, frisa, tem bastante tempo e sempre sonhou ser pai.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook