Pai, diversão e educação na lavagem das mãos dos filhos

Chega a época de dia dos pais e os comerciais de TV conseguem me emocionar ainda mais do que os que enaltecem as mães. Isso porque a presença do meu pai na minha infância foi muito especial e ativa. Sou a mais velha de 4 filhos e naturalmente eu “sobrava” para meu pai cuidar porque minha mãe tinha “os pequenos” para cuidar. Assim, ficar acordada até tarde, inventar coisas na cozinha, passear no sítio dos clientes (meu pai era gerente de banco no interior), limpar os peixes na volta da pescaria, arrumar as bicicletas, enfim, muita coisa de pai e filho era parte da nossa parceria “pai e filha”.

No meio destas atividades todas, tinha a hora de cuidar da higiene das mãos, tomar banho, ficar uma mocinha novamente. Por eu ser menina, esta era a hora em que meu pai chamava a babá (risos). Casei e tive a bênção de ver no meu marido um pai ainda melhor do que o meu, com a sorte de que, por termos tido dois meninos, até esta parte dos cuidados depois das brincadeiras ficavam com o pai.

20130816-113233.jpg

Na verdade o papai ficou o “chefe do banho”. Desde que os bebês chegaram em casa Gui assumiu os banhos, o cuidado com o umbigo, as mãos sempre limpinhas. Vem dele a lembrança de usar sabonete antibacteriano para lavar as mãos, as orientações para lavar bem os pés quando chegam da brincadeira ao ar livre, enfim, os cuidados que fazem a gente sentir que tem alguém que quer o nosso bem 24h por dia.

Muito disso se deve aos preparativos que fizemos antes de termos o primeiro filho. Frequentamos um curso para “casais grávidos” ofertado pela maternidade que nos atendeu e lá aprendemos que tão importante quanto o hábito de lavar as mãos com frequência, é utilizar a técnica correta. Descobrimos também que a grande maioria das pessoas faz movimentos mecânicos e passa batido por regiões como as unhas, ponta dos dedos e espaço entre dedos que são grandes focos de contaminação.

Relembre no esquema a seguir como devemos lavar as mãos com eficiência aplicando a técnica correta:

como lavar as maos das crianças

P.S. E se você pensou: meus filhos são grandes, ganharam todos os anticorpos e Vitamina S (de sujeira) faz bem, vale rever este conceito. Os maiores, que frequentam a escola, brincando no pátio, passando a mão em corrimão e (como os nossos) pegando transporte público, são os que mais precisam saber lavar bem as mãos ao chegar em casa, antes de comer e etc. Sempre é válido reforçar para os filhos as técnicas corretas e até indicar para a escola que imprima e cole estes passos nos banheiros da garotada!

20131007-144255.jpg

artigopatrocinado publieditorial

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.