destaque / empreendedorismo
piscina no horario estendido

Final de tarde, calor e piscina com horário estendido. O resultado é muita gente praticando atividade física depois do expediente – inclusive a gente!
Horário de sol bom para bebês e para pais que trabalham

Nesta semana, a primeira de trabalho de 2014, estou testando uma rotina que espero que possa funcionar bem para que eu consiga aproveitar as férias escolares dos meninos.

Quando os filhos são pequenos e a gente está na loucura do trabalho e da carreira, muitas vezes queremos é “administrar” os dias livres deles e não raro começamos a sofrer antecipadamente com o que será a gente trabalhando e eles em férias.

A chegada de um bebê me fez reforçar uma ideia que me surgira depois do acidente do meu filho: quero aproveitar os dias com eles, não só administrar, tampouco apenas encontrar ocupação para os filhos. Aprendi que a vida é curta e que morremos de saudades de tudo, até de juntar os brinquedos espalhados pela sala no final da noite. (risos)

Sim, eu sei que o “trabalho” nunca acaba e vivo uma tripla (às vezes quádrupla!) jornada, mas como sou mais feliz quando encaro isso com vontade!

🙂

Ah, a minha experiência: tentar conciliar as obrigações de casa e do trabalho (remoto) pela manhã e me liberar até o meio da tarde para poder sair com eles e ficarmos ao ar livre. Tem sido uma delícia, mesmo que eu não tome sol na piscina porque chego no entardecer e mesmo que carregue mil coisas na sacola e depois tenha uma infinidade de arrumações para fazer na volta. E, claro, como hoje, estou trabalhando depois que eles dormiram, mas trabalho feliz.

Não sei se o certo seria mudar a carga horária de trabalho das pessoas – como prevê o Pacto Empresarial do Pleno Emprego (Pepe) e a PLS 254/2005, que pretende reduzir as atuais 44 horas semanais para 36 horas, em regime de seis horas diárias, sem diminuir salários – mas estou certa de que buscar a felicidade e tentar reorganizar o cotidiano para conseguir isso é uma meta muito boa para o começo de um ano. Se não der para fazer uma jornada menor o ano todo, pelo menos vale a pena tentar conciliar épocas de baixa do mercado – como são os meses de janeiro e fevereiro para minha área – com uma investida na vida pessoal e familiar. Isso já dá um gás para o ano, acreditem!

20140108-113647.jpg

Sobre a redução da jornada de trabalho:
O assunto continua presente na pauta do movimento sindical, e a discussão para encontrar alternativas que amorteçam o impacto do chamado desemprego estrutural, provocado pelos avanços tecnológicos especialmente no setor industrial, deve avançar na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) neste semestre.
O texto original prevê reduzir as atuais 44 horas semanais para 36 horas, em regime de seis horas diárias, sem redução de salários, com o compromisso ajustado entre empregados e empregadores de manter, no mínimo, o nível de produtividade obtido com a jornada ampliada.
O pacto não é compulsório. A adesão das empresas é voluntária por um período de cinco anos. Esse prazo vale também para os contratos com carga horária reduzida. Isso funcionaria como um tempo de experiência para avaliar os resultados do acordo sobre a produtividade da empresa, que ao final poderá ou não retornar à antiga jornada.

P.S. Como este assunto caminha no mundo: A Organização Internacional do Trabalho (OIT) recomendou em 1935 a limitação da jornada para 40 horas semanais. Nos últimos 20 anos, segundo dados da entidade, muitos países estão adotando uma progressiva redução da jornada de trabalho. Considerado um dos países da União Europeia com maior jornada, a Alemanha diminuiu de 41,6 horas para 40,8 horas semanais. Na França, a fixação das 40 horas semanais data de 1936. O governo Mitterand, em 1982, passou para 39 horas. Dezoito anos depois, em 2000, como política para combater o desemprego, a jornada foi reduzida para 35 horas semanais (conhecida como Lei Aubry II, em alusão à ministra do Emprego e Solidariedade do governo de Lionel Jospin, Martine Aubry). Outros países europeus vêm seguindo o exemplo francês, como a Espanha, que já reduziu de 39,7 horas para 35,9 horas, conforme dados da OIT.

 

[update] Em resposta a um dos comentários:

Eu acompanho este tema há muitos anos, voltei da minha temporada como jornalista em Toquio, em 2000, com este universo de trabalho remoto e de novos modelos de trabalho na cabeça – na verdade fui para lá com isso, pois as caraminholas do Ócio Criativo são da década de 1990!
Mas eu escrevo no avidaquer.com.br para famílias e neste contexto, do meu leitor, as férias são mesmo o estopim para pensar no asssunto. Assim, quando nas minhas leituras (e eu acompanho o Senado, por exemplo) fazem pensar, trago para o blog como uma reflexão deste nicho que eu represento.
Hoje em dia, além de mãe, sou empresária, e é do ponto de vista do empregador/contratante que eu penso também neste modelo como uma alternativa viável economicamente. Já contratei pagando bem por menos horas e aprendi que as pessoas não investem o tempo livre nelas, acabam se sobrecarregando com mais trabalho para ganhar mais. Enfim, precisamos de uma nova cultura sobre o ser humano e o trabalho, e é neste sentido que eu milito no avidaquer em busca de uma vida mais qualificada e por isso mesmo, minimalista.

[/update]
Você pode gostar também de ler:
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
Eu vi nascer o Fórum Cristão de Profissionais. Estava no culto num domingo em que
vait_mcright / Pixabay Sempre acreditei na vida junto. Nada do que
“Cada sonho que você deixa para trás é um pedaço do seu futuro que deixa
Participei do COLab, o Laboratório de Convergência Audiovisual, que reuniu na Unibes Cultural interessados na
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas