bem estar / blogosfera

[Se você procura a Blogagem Coletiva do Outubro Rosa 2009, veja o post Força na Peruca neste Outubro Rosa. Se quer saber como este movimento chegou às mídias sociais em 2008 clique aqui. E conheça todo o histórico do movimento no mundo no post do blog Luz de Luma]

Durante todo o mês acontece a blogagem coletiva em prol da campanha Outubro Rosa, contra o câncer de mama. Vamos ajudar a informar sobre o tema, mudando vidas. Participe você também: no blog, no Twitter, no Flickr, basta usar #outubrorosa

“Parece óbvio, mas não é. Convencer as mulheres a se tocar, a fazer o auto-exame, foi um longo trabalho de quem trabalha com saúde feminina. Ainda tem muita mulher que vê os próprios seios como atrativo para o homem, inveja para as mulheres ou simplesmente o alimento do filho. Fora destes contextos, é de ninguém, mas a mulher tem que se apoderar de sua mama.
Dra Maira Caleffi

Em 2008 marcamos uma blogagem coletiva para o dia do lançamento oficial da campanha Outubro Rosa e daquele ato simbólico surgiu um movimento muito bonito pela internet (pela blogosfera feminina, mas com adesões masculinas também) em prol do “apoderamento” ds mulheres no que diz respeito ao cuidado com seu corpo. Tivemos centenas de adesões, que se repetiram em outubro de 2009 e, felizmente, parecem acontecem novamente agora.

Comecei a campanha Outubro Rosa da FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) divulgando isso: A mulher precisa se conscientizar de que a mama é sua, não é do marido, nem do filho.

O auto-exame é importante, mas é preciso fazer mamografia a partir dos 40 anos – 30 se tiver casos da doença em parentes muito próximos. E daí surgiu o mês rosa, no qual prédios, esportistas e artistas usam rosa para lembrar às mulheres de que é hora de fazer este exame, hora de parar um pouco e abrir espaço na agenda para cuidar de si mesma.

Uma pesquisa do Datafolha levantou o conhecimento das brasileiras sobre o câncer de mama e revelou que mesmo sabendo que o diagnóstico precoce aumenta a chance de cura, somente 31% das entrevistadas citaram a mamografia como principal forma de diagnóstico. A alternativa que encontrei para nós que atuamos em mídia social contribuirmos efetivamente foi disponibilizar aqui as informações que recebi e convidar as amigas (e os amigos que forem generosos a ponto de divulgar um assunto feminino nos seus blogs, google reader ou twitters) para escrever também e ajudar na desmistificação da saúde feminina.

Quem topa?

Selo da campanha by Pam Gonçalves

Selo da campanha by Pam Gonçalves (@garotait) http://garotait.com.br

Durante todo o mês de outubro faremos uma blogagem coletiva em prol da campanha Outubro Rosa. Vamos usar alguns minutos do nosso cotidiano para nos informar sobre o tema (além do site da FEMAMA, tem informações boas de saúde feminina no site Roche e no da Sanofi Aventis) e escrever um post com nossa opinião ou história familiar, apoiando a causa. E quem não tem blog (ou não tem tempo), pode usar Twitter ou Flickr com a hashtag #outubrorosa. Neste ano a Kingo Labs nos apoia e fará o monitoramento da campanha num hotsite.

Selo da campanha ajustado pelo blogueiro Lucas Pereira http://www.blog.lucaspereira.com

E por que participar?

No sábado eu e @claudiamidori jantamos juntas e, sem combinar, as duas apoiavam o movimento contra o câncer de mama... é fácil apoiar, não? Junte-se a nós! (foto - feita no celular - de Leonardo Augusto Matsuda @poperotico)

Como lembrou Lúcia Cassar, só 10% dos casos são por hereditariedade. Os outros são ambientais e comportamentais, portanto, pode acontecer comigo, com você, com sua amiga, esposa, mãe, irmã… mas a informação leva ao diagnóstico precoce e garante a longevidade. Portanto, participe, divulgue as informações pensando que a cada ano 8 milhões de pessoas em todo planeta recebem diagnóstico de câncer de mama e que uma em cada três mulheres tem, tiveram ou terão algum tipo de câncer em sua vida e, destas, uma em cada dez desenvolverá câncer de mama.

Suas informações e a divulgação das novidades sobre o tema podem significar o diagnóstico e o tratamento precoce de uma – ou mais – destas mulheres. Em nosso país 10 mil mulheres morrem em decorrência do câncer de mama por ano. O INCa (Instituto Nacional do Câncer) estima que são 49 mil casos por ano, o que seria equivalente a 134 novos casos por dia5 novos casos por hora.

E quem já está participando:

E no Twitter, é possível fazer como a @cobracomasa e indicar um link ótimo:

P.S. Para nos organizar avise-nos fazendo trackback para este post. É só citar que soube da ação aqui e inserir o link. Se você não tem blog, participe mandando uma mensagem com estas informações para suas amigas no e-mail, msn, orkut, facebook e onde mais estiver presente nas redes socais.

Textos relacionados:

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas