Outubro promete

Ontem nós fomos ao aniversário do Jango, marido da Ina, nossa prima de Diadema. Ele fez 47 anos cercado dos irmãos (dele, são 5 ou 6, eu acho), dos filhos Leonardo (vestido de Batman) e Carlinha (vestida de Mulher Maravilha). De Robin, sempre filmando as festas, está o Wilson, nosso primo (penúltimo da tia Nessan e tio Nissan). A festa era à fantasia, Ina me avisou com um mês de antecedência, mas como não consegui convencer o Gui de ir à uma loja locar fantasia comigo, acabamos indo sem fantasia mesmo. Foi uma pena, eu me senti meio mal no meio de toda aquela gente animadíssima e muito engraçada nas suas fantasias. Jango tem uma banda, o Léo também toca, então tivemos som ao vivo a festa toda, eles fecharam o andar superior de um restaurante em Diadema. Jango estava vestido de Elvis e a Ina começou de Palas Atena e depois passou a Branca de Neve. Foi muito gostoso e me senti muito contente por estar lá, porque só tinham os irmãos do Jango e dois sobrinhos da Iná fora nós. Realmente familiar, e este tipo de convite que me insere na familia mais intima das pessoas me emociona muito, porque me sinto muito honrada por fazer parte do círculo íntimo. São alguns ícones ou paradigmas que eu tenho de coisas boas, especiais. Um outro é receber algo que a pessoa fez com suas próprias mãos, um presente “handmade”.
No mais, Enzo está com crise de sinusite, no antibiótico e inalação. Giorgio com alergia (suponho que rinite). E eu com o ciático dando o ar da graça, mas ainda firme na esteira e alongamento matinais (às seis da manhã) na academia, e nestes dias tratando um dente cuja obturação da minha segunda infância não deixa de me dar problemas. Como é importante cuidar dos dentes das crianças… ontem Enzo e Giorgio foram à odontopediatra e tiveram nota DEZ, estão com os dentes maravilhosos. Nunca tiveram cárie e felizmente nem sabem como é ruim ir ao dentista. Acham que é uma diversão.
O Desabafo de Mãe entra no ar dia 09/10 e já começa um ritmo de expectativa. Espero que todos visitem www.desabafodemae.com.br e me prestigiem, além de indicar para amigos que têm filhos ou netos ou sobrinhos ou afilhados. Por falar em afilhados, fiquei muito contente por saber do nascimento do sobrinho do Fabiano e mais ainda que a Sheron vai ser madrinha. Será uma excelente madrinha, não tenho a menor dúvida, e como irmã me deixa feliz perceber que a família do Bi gosta tanto dela e a valoriza. Que bom! Nada como ver os irmãos felizes. É quase tão bom quanto ver os próprios filhos felizes.
Aqui continuamos com as eventuais saidinhas para jantar, passear, os dias de preguiça (como hoje, com chuva fina e vento frio) em casa vendo Discovery Channel todos juntos na minha cama ou os de calor no clube, local favorito do Giorgio.
Agora o Giorgio resolveu que quer ganhar uma medalha de ouro e está louco para entrar a sério em algum esporte, decidido mesmo. Ele está com uma verve que faz lembrar o Enzo nesta idade, sempre discursando sobre algum tema… engraçado que ele também classifica os assuntos, como o Enzo faz, não sei se a taxionomia é uma característica desta idade ou é só dos meus filhos. E está no auge do interesse pelos vídeos do Albert (Natureza Sabe Tudo, do Readers Digest), especialmente Lixo e Desperdício. Voltei a ouvir falar do Polivinilcloridro.
Amanhã teremos a última sessão do Enzo na Suely, psicóloga que o está avaliando, e dia 10/10 teremos a devolutiva, o resultado. Enfim, outubro promete.
Os quadros do Enzo estão cada dia mais parecidos com ele, mas ainda revelam o paleontólogo ou arqueólogo que existe nele. Impossivel deixarmos de ser quem somos, ainda mais nas artes. Os desenhos evoluem geometricamente… quer dizer, o progresso é geométrico, mas também ele agora está numa fase meio cubista nos desenhos, anda falando muito do Pablo Picasso. Quero apresentar a ele Kandinsky também, outros artistas que aprecio, mas o Picasso ainda está em alta demais. E o Giorgio fez na escola uma reprodução em tela do Abapuru, da Tarsila do Amaral, pode? Ficou uma graça, estou postando todos os desenhos e quadros nos álbuns de fotos do blog.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook