Os Lusíadas para crianças

Na minha infância, meus irmãos e eu “infernizávamos” colegas e professoras dizendo que éramos nipo-teuto-lusitanos. Lindo, né? Depois do palavrão, dá-lhe explicar que a gente era descendente sim (não sei porque no Brasil descendente é um sinônimo de japonês) mas de japoneses, alemães e portugueses. Meus filhos não falam coisas assim (seria complicado aumentar com ítalo-hispânico a ascendência), mas o fato é que o que temos em comum, Gui e eu, é um quê de Portugal. Eu tenho pouco, ele tem 50% (bisavós vindos da ilha da Madeira, pelo que sei) e os meninos, alimentados num amor e respeito aos ancestrais de todos os lados, sabem que este é o mais forte.

Esta relação com as raízes foi um dos motivos que me deixaram exultante com o lançamento da Editora Martins Fontes, Os Lusíadas para crianças – Era uma vez um rei que teve um sonho, com texto de Leonoreta Leitão e ilustrações de José Fragateiro. Além disto, nela o poema épico de Luís de Camões, em interpretação para os pequenos, pode ampliar a auto-estima dos meninos. Estranhou? Bem, aqui só se faz piada de português e não é tão difícil juntar 1 + 1 e começar a se sentir mal pela “ascendência lusa”.

Luís de Camões, Portuguese's greatest poet..Este grande épico encanta milhares de pessoas há mais de quatro séculos com uma história no melhor estilo (imitação) de poemas da Antigüidade como os de Homero e Virgílio,  traduzindo em verso toda a história do povo português e suas grandes conquistas, tomando como tema central a descoberta do caminho marítimo para as Índias por Vasco da Gama entre 1497 e 1999. Para ajudar as crianças (e os pais, por que não admitir?) a autora explica trechos e desvenda mistérios retratados por Camões. No texto do poeta há uma mistura de verdade e fantasia, referências a deuses adorados por gregos e romanos e figuras sagradas do cristianismo – aqui já se vê que Enzo e Giorgio vão amar! São fatos históricos contados com o sabor que só um grande escritor sabe criar. Vamos conferir, com certeza! 😉

Os autores são:

  • Leonoreta Leitão. Licenciada em filologia clássica, cedo se interessou pela literatura infanto-juvenil. Autora de vários manuais escolares e criadora de clubes de leitura, colaborou na revista Colóquio Letras e no Dicionário no feminino, neste ficando responsável pelas entradas relativas aos escritores de literatura infanto-juvenil. Membro da seção portuguesa do International Board on Books for Young People (ibby) desde 1972.
  • José Fragateiro. Estudou na Escola Secundária António Arroio, onde freqüentou o curso de Artes do Fogo (cerâmica). Deu continuidade aos estudos de cenografia no Conservatório de Lisboa. Trabalhou como ilustrador para várias revistas e jornais. Este é seu primeiro trabalho em livro para crianças.

Serviço:

  • Os Lusíadas para crianças – Era uma vez um rei que teve um sonho
  • Editora: Martins
  • Autora: Leonoreta Leitão e Ilustração: Jospe Fragateiro
  • 96 pp. / ISBN 978-85-61635-03-9 / 16 X 23
  • Lançamento oficial na 20ª Bienal Internacional do Livro
    Pavilhão de Exposições do Anhembi
    Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana – São Paulo – SP
    Data: 14 a 20 de agosto
    Horário: 10h às 22h
    Estande Martins Editora Livraria
    Avenida 4 entre as Ruas F e G
Crédito das imagens: Luís de Camões por François Gérard (wikipedia) e capa do livro (divulgação).
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook