O segredo para conseguir poupar e investir bem seu dinheiro está no orçamento

Chega outubro e nos damos conta de que o ano acabou, não é mesmo? Enquanto alguns planejam Natal e a viagem de férias, os mais organizados já começam a pensar no próximo ano. Nestas ideias não raro tem alguma coisa grande como um carro novo, a casa própria, aquela viagem pro exterior, enfim, coisas que demandam investimento maior e nos fazem pensar em financiar ou poupar.

O segredo para conseguir poupar e investir bem seu dinheiro está no orçamento. Aquela ideia de rastrear os gastos é importante, sabem? Pode ser num bloco de notas que você carregue sempre consigo ou num aplicativo legal no smartphone, mas o segredo é saber quanto está gastando com cada item para administrar bem o que ganha.

E como saber se as contas estão no caminho certo? Uma referência legal é o cálculo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos) que nos mostra quando um lar brasileiro gasta em média, tomando como exemplo a vida paulistana:

  • 14,16% saúde (assistência médica e medicamentos)
  • 22,23% habitação (aluguel, impostos e manutenção do lar)
  • 3,57% equipamentos (eletromésticos, móveis e utensílios)
  • 2,98% vestuário (roupas e calçados)
  • 7,83% educação (escola, cursos, leitura)
  • 1,34% recreação (lazer, produtos e serviços)
  • 3,55% despesas pessoais (higiene, beleza, acessórios)
  • 0,41% despesas diversas (vanimais de estimação e comunicação)

Em casa tenho um truque infalível: depois de pagar as despesas fixas, separo o que preciso para o mês e o que sobrar invisto (na poupança ou em ações, dependendo do montante) e, mesmo que seja pouco, deixo dando sopa na conta. E há anos uso a estratégia de evitar as compras por impulso – o cartão de crédito fica sempre em casa, o que me habituou a realmente pensar duas vezes antes de fazer compras maiores, reavaliando a ideia em casa, com calma, muitas vezes desistindo das compras que na loja me pareciam tão importantes.

E você, que estratégias usará para poder alcançar seus objetivos materiais em 2013?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook