cidadania / destaque / empreendedorismo / girl up! / sustentabilidade

As respostas, perspectivas e visão da juventude determinarão o futuro de nossas comunidades, nossas ações e nosso mundo!

Concorda com a frase acima?

Pois pode ser que você seja uma das pessoas que a ONU Mulheres busca para fazer diferença no mundo.

A entidade faz uma convocatória mundial de candidaturas para as novas posições de representantes jovens para que formem parte do Grupo Assessor Global da Sociedade Civil (GCSAG). “As respostas, perspectivas e visão da juventude determinarão o futuro de nossas comunidades, nossas ações e nosso mundo”, assinalou a diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Em 2012, a ONU Mulheres estabeleceu o GCSAG como fórum consultivo e plataforma de diálogo com a sociedade civil. O grupo está constituído por 22 representantes iminentes da sociedade civil, instância que assessora a diretora executiva sobre igualdade de gênero e empoderamento das mulheres.

Candidatas devem ter entre 18 e 25 anos de idade e apresentar uma sólida trajetória de avanços em áreas relacionadas com a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Acesse aqui mais informações sobre a convocatória de candidaturas e os termos de referência (em Inglês). As nomeações deverão ser enviadas para civil.society@unwomen.org até 31 de julho, às 17h (horário dos Estados Unidos).

Além da convocatória global, a Grupo Assessor Regional da Sociedade Civil da América Latina e Caribe, estabelecido em 2012, abriu um chamado de nomeações para cobrir as vagas de seis de seus integrantes. A cada dois anos, há renovação de parte do Grupo.

O corpo regional está composto por 15 representações de destaque da sociedade civil. Serão priorizadas candidaturas jovens (menores de 30 anos), entre outros critérios. Acesse aqui a convocatória e os termos de referência (em Espanhol e em Inglês). As candidaturas deverão ser enviadas para acro@unwomen.org até 3 de agosto de 2014, às 23h59 (horário do Panamá).

ONU Mulheres

Se você nunca tinha ouvido falar do deste setor da Organização das Nações Unidas, fique tranquilo. A ONU Mulheres é uma nova liderança global em prol das mulheres e meninas e foi criada em 2010. Desde então, é aplaudida no mundo todo e proporciona a oportunidade histórica de um rápido progresso para as mulheres e as sociedades. A entidade trabalha com as premissas fundamentais de que as mulheres e meninas ao redor do mundo têm o direito a uma vida livre de discriminação, violência e pobreza, e de que a igualdade de gênero é um requisito central para se alcançar o desenvolvimento.

A presidente do Chile, Michele Bachelet, foi diretora da ONU Mulheres de 2011 a 2013, período no qual impulsionou novas medidas para proteger as mulheres e meninas contra a violência, avanços na saúde e estimulou um novo entendimento sobre o papel das mulheres dentro da própria entidade, num claro empoderamento das mulheres, que devem estar também no cerne do que as Nações Unidas fazem.

E neste ano, uma das principais campanhas é nesta linha:

Empoderar as Mulheres, Empoderar a Humanidade. Imagine!” 

Acompanhe o trabalho da ONU Mulheres no Brasil:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas