sustentabilidade

Pouca gente pensa nas caixinhas longa vida quando se fala em reciclagem – a garrafa pet, sempre tão vilã, e a latinha de alumínio, sempre citada como boazinha por conta do alto índice de recilagem são mais famosos, eu sei. Mas o tetrapak é uma presença constante nas nossas cozinhas – no leite, nos molhos e cremes – e ele também precisa de um destino adequado.

Há mais de um ano conheço a equipe da Tetra Pak e tenho sido informada das novidades da empresa para a área de sustentabilidade. Pois a empresa tem um serviço online para ajudar o consumidor: o site Rota da Reciclagem mostra de forma didática como qualquer pessoa interessada pode participar do processo de separação e entrega das embalagens longa vida para a reciclagem, além de informar onde estão localizadas as cooperativas de catadores, as empresas comerciais que trabalham com compra de materiais recicláveis e os pontos de entrega voluntária (PEV) que recebem embalagens da Tetra Pak.

Pev Cooperativa Comércio

Vale lembrar: a ideia é ser colaborativo e todos podemos contribuir indicando iniciativas de coleta seletiva que não esteja listada como:

  • PEV – (Ponto de Entrega Voluntária): locais que recebem embalagens longa vida (entre outros materiais) para serem enviados à reciclagem. É o primeiro passo do processo, onde o material doméstico (pouco volume) geralmente é entregue. Boa parte das cidades já conta com estes postos, onde as pessoas podem depositar diretamente o material que separaram em casa.
  • Cooperativas: Iniciativas sociais que trabalham com a coleta e triagem do material reciclável (inclusive embalagem longa vida) para beneficiamento e envio aos recicladores. A maior parte do material coletado vem do trabalho dos catadores cooperados ou dos programas de coleta seletiva municipais.
  • Comércios: Locais que compram material longa vida (e outros materiais recicláveis) para beneficiamento e envio aos recicladores. Eles adquirem o material, geralmente em grande quantidade, principalmente das cooperativas. Após a fase da coleta, as embalagens longa vida, já enfardadas, são enviadas às empresas recicladoras, que vão se encarregar de separar os elementos que compõem as embalagens e transformá-los em matéria-prima para uma série de aplicações.

E quem quer se aprofundar pode aproveitar esta semana e ouvir muito sobre o tema na Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade – FIMAI – que acontece de 9 a 11/11 no Expo Center Norte, em São Paulo (SP). Em paralelo ocorre o VI Seminário de Resíduos Recicle CEMPRE.

Durante o evento, haverá demonstração ao vivo do processo de reciclagem das embalagens longa vida, expondo como é realizada a separação do papel dos outros elementos que compõem a embalagem – plástico e alumínio, e os produtos que podem ser feitos com os materiais reciclados. No estande da Tetra Pak – confeccionado com placas, telhas e materiais feitos com as embalagens longa vida recicladas.

Pretendo passar por lá e na volta conto das novidades que puder ver na feira, ok?

P.S. Vale visitar também: Portal Cultura Ambiental nas Escolas, sobre o qual estou devendo um post.

[update]

Vi no blog Consumo Diferenciado este lembrete que esqueci de comentar no meu texto: Para reciclar as embalagens longa vida, é preciso deixá-las lavadas, secas e dobradas (só desdobrar as “orelhinhas” da caixinha e deixá-la plana).

E no 1001 roteirinhos tem um post ótimo sobre Coleta Seletiva na Prática com informações sobre o projeto E-lixo Maps, entre outros bem legais. #recomendo

[update]
Você pode gostar também de ler:
Neste ano meu filho mais velho completa 18 anos e - geração Uber - ele
Há alguns anos, tive a honra de fazer um "tour" por uma parte do rio
Já ouviu falar do conceito “Design de energia”? https://www.youtube.com/watch?v=4q8ugvNZyrM   O programa Shizen Global Talent
Nasci em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, região linda do Paraná. E eis que eu,
Você é daquele tipo de consumidor que baseia suas escolhas em valores? Eu sou. Se
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas