cultura web / empreendedorismo

Várias coisas na vida são inestimáveis, ou, como nos habituamos a falar no jargão do comercial, não tem preço. As fotos da formatura ou daquela viagem na faculdade, lembranças do nascimento do seu filho, da primeira apresentação na escola, aquele texto que é a sua melhor produção, músicas raríssimas que você conseguiu converter para o formato mp3.

O computador da gente é cheio de raridades e de coisas especiais. Mas, se pensarmos na falta de cuidados da maioria dos lares informatizados do Brasil, a impressão é outra. Pouca gente faz backup dos arquivos, preferindo deixar tudo lá, confiando que nada vai acontecer.

Bem, às vezes acontece. O notebook do meu filho caçula travou há alguns dias e estamos esperando que seja possível apenas reformatar e salvar os arquivos. Ainda está na garantia, mas, justamente por conter imagens dele, preferi pedir que uma pessoa de confiança olhe antes de levar na assistência. As imagens são desenhos que ele faz no PaintBrush e que deixam a mãe coruja aqui orgulhosa. Mas podiam ser arquivos mais importantes ou fotos que não estivessem salvos em nenhum outro lugar!

Faço backup em CD’s ou DVD’s que gravo mensalmente em casa. Mas a cada lote de fotos (trimestral ou semestralmente) eu refaço a gravação em nova mídia, tamanho o meu medo de perder! Sempre fiz manualmente, mas descobri um o programa  chamado Cobian Backup e, seguindo as instruções aqui, percebi que facilita muito o trabalho. Outra opção é o Backup PC, que funciona em Windows, Linux e Mac. Como uso apenas o gmail para trocar mensagens, uso também o Gmail Backup, que é fácil de instalar e ajuda muito. Mas se você usa Outlook Express para ler e-mails, pode usar o Express Asssist.

Em 2010 usei também o Norton 360, que tem espaço de backup online gratuito para os usuários – 2 GB de armazenamento on-line seguro (com a opção de adquirir armazenamento adicional) – e o Backup Online da GVT, que salva na “nuvem” (fora do seu computador, na internet) as pastas que você selecionar. Muito bons, ambos.

E você, tem dicas? Não deixe de compartilhar nos comentários como faz para não perder “o que não tem preço”!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas