bem estar / destaque

idosos usando internet

Se tem uma coisa que eu detesto e tenho até birra é “pesquisa científica” feita com universo pequeno (poucas pessoas), de um lugar só e por pouco tempo. Acho que conduz, não traduz a realidade e não é confiável.

Mas concordo com uma coisa nesta que vou relatar hoje: o uso da internet pode ajudar a manter “em forma” o cérebro das pessoas idosas.

(pois é, se para alguns jovens ou gente de meia idade usar internet faz "virar burro" e sair compartilhando coisas por aí, os mais velhos se contém mais e acabam se esforçando bastante para usar bem as ferramentas!)

(pois é, se para alguns jovens ou gente de meia idade usar internet faz “virar burro” e sair compartilhando coisas por aí, os mais velhos se contém mais e acabam se esforçando bastante para usar bem as ferramentas!)

O estudo foi feito por cientistas americanos da Universidade da Califórnia com 24 voluntários, com idades entre 55 e 78 anos. Os grupos, divididos entre novatos e experientes em internet, foram orientados a passarem duas semanas fazendo pesquisas na internet, durante 1 hora por dia. Neste universo, o estudo comprovou que o uso da internet pode ajudar o funcionamento do cérebro em pessoas da terceira idade, podendo ajudar, inclusive e em pouco tempo, no tratamento da demência.

Como eles confiam nos resultados?

Exames de ressonância magnética, feitos antes e depois do experimento, mostraram que os novatos em internet trabalharam melhor a parte frontal do cérebro: uma região que controla a memória e a tomada de decisões.

Os cientistas perceberam que, depois de um tempo navegando na internet, a diferença na atividade das áreas cerebrais que controlam a linguagem, a leitura, a memória e a capacidade visual entre novatos e experientes diminuiu, deixando a extensão da área ativada praticamente igual nos dois grupos.

A conclusão do estudo mostra que a internet, se usada diariamente, pode ser um treinamento, assim como palavras cruzadas e quebra-cabeças, ajudando o cérebro a não perder a capacidade de raciocínio.

Confira a reportagem completa no vídeo:

E você aí, tem alguma história de uso de internet que fez este bem?


Estatísticas