destaque / educação / entretenimento

20140306-220510.jpg

No carnaval publiquei uma frase de Mia Couto e um leitor amigo comentou que não sabia que “Mia” era um homem. Achei curioso e refleti que, por conta de famosos como a atriz Mia Farrow, relacionamos este nome às mulheres. E como Mia Couto – um dos escritores africanos de maior destaque da atualidade – é também muito poético no que escreve, creio que a confusão se faz mesmo entre quem gosta de suas palavras.

Acho interessante quando as pessoas nos pregam peças que acabam falando sobre nós mesmos. Mais ainda quando há uma história interessante por traz da tradução desta história, como é o caso deste escritor que parece tão europeu e fala tão bem da África. Nasceu na Cidade da Beira, em Moçambique, em 1955, filho de uma família de portugueses, e foi lá que aos 14 anos publicou os primeiros poemas no “Notícias da Beira”. Estudou medicina e jornalismo, até que, com a independência de Moçambique, tornou-se diretor da Agência de Informação de Moçambique (AIM). Curiosamente depois disso estudou biologia e só depois começou a publicar contos. São livros seus “Estórias Abensonhadas” (1994); “A Varanda do Frangipani” (1996); “Vinte e Zinco” (1999); “Contos do Nascer da Terra” (1997); “Mar me quer” (2000); “Na Berma de Nenhuma Estrada e outros contos” (2001); “O Gato e o Escuro” (2001); “O Último Voo do Flamingo” (2000); “Um Rio Chamado Tempo, Uma Casa Chamada Terra” (2002). “O Fio das Missangas” (2004) é o seu último livro de contos.

Seu romance Terra sonâmbula é considerado um dos dez melhores livros africanos no século XX. Recebeu uma série de prêmios literários e, em 2013, foi vencedor do Prêmio Camões, o mais prestigioso da língua portuguesa, tanto que é membro correspondente da (nossa) Academia Brasileira de Letras.

E, para completar este convite ao mundo de Mia Couto, deixo uma dica cultural:

20140306-222930.jpg

Ele é o autor do Clube da Leitura da Biblioteca Mário de Andrade neste mês. Prática muito comum em vários países, o objetivo do Clube de Leitura é promover uma discussão informal sobre alguma obra literária. Para o mês de abril, O último voo do flamingo, de Mia Couto, é o livro indicado.

Para que os participantes tenham tempo de ler a obra com atenção, a partir do dia 10/03/2014 a Biblioteca Circulante disponibiliza 20 exemplares do livro, que podem ser retirados para empréstimo no balcão de atendimento, onde o participante realizará também a sua inscrição.

O encontro será dia 09/04/2014 (quarta-feira), das 19h às 20h, na área de Convivência, com mediação da Supervisora de Ação Cultural da Biblioteca Mário de Andrade, Tarcila Lucena.

Sobre a obra:

O último voo do flamingo, publicado originalmente em 2000, é o quarto romance de Mia Couto, lançado quando Moçambique comemorava 25 anos de independência de Portugal e por isso conta com parte do imaginário e das lembranças deste março.

“Depois de um longo tempo de guerra civil, soldados das Nações Unidas estão em Moçambique para acompanhar o processo de paz. O romance narra estranhos acontecimentos de uma pequena vila imaginária, Tizangara, ao sul do país, onde militares da ONU começam a explodir subitamente.
O autor elabora uma crítica ácida aos semeadores da guerra e da miséria, mas também uma história em que poesia e esperança dependem da capacidade narrativa de contar a própria história com vozes africanas autênticas. Só elas sabem que o vôo do flamingo faz o sol voltar a brilhar depois de um período de trevas e opressão.”

Se interessou? No site da Companhia das Letras é possível ler um trecho da obra.

20140306-223358.jpg

A Biblioteca Mário de Andrade fica na Rua da Consolação, 94, perto das estações Anhangabaú e República do Metrô de São Paulo. Informações no telefone 11 3775-0002 ou e-mail: bma@prefeitura.sp.gov.br.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas