O que você faz para proteger o planeta?

walmart-mes-da-terra-concurso-e-jogo-de-sustentabilidade-O-que-você-faz-para-proteger-o-planeta

Promover o consumo consciente, eis um tema recorrente aqui e sobre o qual não canso de fazer meu radar (na web, na vida real) funcionar. Durante o mês de julho uma das marcas que conheço e tem feito um trabalho em prol do consumo consciente (o Walmart), promoveu o Mês da Terra, uma ação pontuada de “situações práticas” para quem se interessa em mudar a forma como consome.

E o que são ações de prática sustentável? No caso do varejo, oferecer nas lojas produtos mais sustentáveis com preços ainda mais baixos – sim, porque os produtos verdes são sempre bem mais caros! – é uma delas, mas é preciso conciliar também práticas sustentáveis em todas as etapas produtivas.

Há um ano eu estive num almoço com a equipe que coordena a área de sustentabilidade do grupo e ao saber das metas da empresa me tornei uma seguidora do trabalho deles. O empenho em usar em suas lojas 100% de energia renovável, a vontade de chegar ao padrão de “impacto zero” quanto aos dejetos (e aí entra um processo sério com os aterros sanitários das cidades brasileiras) e de realizar uma comercialização correta em suas unidades leva os consumidores mais conscientes a darem seu aval, não é mesmo? Se o impacto zero parece difícil, que tal encarar mudanças na cadeia de suprimentos inteira porque os varejistas como eles são a “ponta da cadeia”? Pois eles pensam nisso e, me parece, não se trata de “greenwashing” mascarado e renomeado com termos da moda, como sustentável ou ecoeficiente.

Como comentei outro dia, a propósito do lançamento do relatório Estado do Mundo, ao falar de consumo consciente temos que ter em mente a importância de se levar a discussão da esfera pública para a esfera privada, uma vez que muitos impactos do consumo são causados por práticas cotidianas relacionadas a alimentação, limpeza e higiene das quais as pessoas não têm dimensão das consequências.

Chamar o cidadão para uma prática individual (a ideia do Starts With You – começa com você) ajuda muito, convidando todos para ações a favor da preservação da vida no planeta, mudança de pequenos hábitos, como apagar a luz de ambientes vazios e fechar a torneira enquanto escova os dentes.

Para se inspirar, que tal pensar na lista dos produtos e práticas considerados sustentáveis?

  • Produto Orgânico: produzido sem a utilização de químicos sintéticos, como fertilizantes e pesticidas. Os orgânicos também não utilizam organismos geneticamente modificados e seguem os princípios do cultivo sustentável.
  • Embalagem Reduzida: embalagens menores geram menos resíduos, facilitam o transporte e consomem menos energia em sua produção, diminuindo assim as emissões de CO2.
  • Matéria-Prima Sustentável: utilização de matéria-prima reciclada evita a extração de novos recursos naturais. A utilização de materiais alternativos e certificados significa uma extração sócio-ambientalmente segura.
  • Produto Concentrado: concentrados utilizam menos água em sua formulação, com um rendimento igual ou superior que a sua versão original. Além disso, eles utilizam embalagens menores.
  • Economia de Água: água é um dos bens mais preciosos de nosso planeta. Estes produtos reduzem o consumo de água durante a sua produção ou durante o seu uso.
  • Fórmula sem Fosfato: fosfato está presente em uma ampla gama de produtos de limpeza e é um dos principais poluentes de rios e mares. Ao retirar o fosfato, contribuímos para a preservação da vida aquática.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook