O quadro da Natividade e a decoração de Natal

Decorando a casa para o Natal - foto de Sam Shiraishi - todos os direitos reservados e proibida a reprodução

No dia 24 começamos a planejar a decoração natalina deste ano, animados porque a arrumação coincidiu com a chegada do novo sofá (que ganhou tapete e cortinas para combinar) e porque neste ano os meninos ficarão aqui durante as férias.

[Explico: como os avós e tios moram em Curitiba, é comum que eles sigam para lá assim que as aulas acabam no começo de dezembro]

Decorando a casa para o Natal - foto de Sam Shiraishi - todos os direitos reservados e proibida a reprodução

Esta alegria – a de ter as crianças por aqui nos preparativos de Natal – foi o mote da nossa bagunça de decoração. Começamos com o que os meninos chamam de “calendário de agradecimentos”: um bilhete contando uma benção por dia, relembrando o bom ano que passou. Colocamos em bolsinhos que ficam no quadro da Natividade que fica na nossa porta, à espera dos cartões que recebemos (e gostamos de enviar) pelo correio.

Decorando a casa para o Natal - foto de Sam Shiraishi - todos os direitos reservados e proibida a reprodução

E temos outras preciosidades que são como “piadas internas”, só a gente entende, mas nem por isso tem menos graça e valor. O enfeite de porta egoísmo presente da Tiffany, enviado de Curitiba para o Japão no primeiro Natal na nossa casa (como contei no ano passado, demoramos a nos “alforriar” das festas nas casas das avós) e é um dos itens mais preciosos da nossa decoração de Natal. O amigo de pelúcia que minha irmãzinha enviou nos lembra que mesmo longe quem ama está sempre perto!

Decorando a casa para o Natal - foto de Sam Shiraishi - todos os direitos reservados e proibida a reprodução

Nossa árvore, alta o suficiente para as crianças, mas nem tão volumosa que se torne um incômodo no apartamento, está nos alegrando com suas cores e as boas lembranças destes primeiros dias do Advento.

E, afinal, é deste material (mais do que da “sofisticação dos ingredientes”) que se faz um Feliz Natal: amor, compreensão, alegria no convívio e até o perdão e esquecimento do que pode ter ficado enviesado ou em falta no ano que passou.

Decorando a casa para o Natal - foto de Sam Shiraishi - todos os direitos reservados e proibida a reprodução

Faço votos de que aí os preparativos para as festas estejam trazendo também momentos felizes e o reavivamento dos bons sentimentos que unem os que se amam.

[update]

Se você ainda não animou porque não quer gastar ou quer fazer um Natal diferente, a Adriane Souto conta aqui o passo a passo para uma arvore estilosa feita com caixas de papelão.

A Gisele Barcellos (do Kids in doors) está entusiasmada com a confecção de cartões de Natal feitos por suas crianças. Já pensou em voltar a mandá-los neste ano?

E, por fim, minha irmã lembrava da tradição das carrinhas ao Papai Noel citando um comercial em que o bom velhinho aparecia lendo-as num tablet. … quem gostaria de preservar o jeito antigo de esperar o Natal “ainda que os filhos sejam crianças cosmopolitas e que o Papai Noel seja um velhinho moderno”?

[/update]

Posts relacionados

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook