entretenimento


jun-sakamoto-em-loja-de-facas-no-japao

Jun Sakamoto é um mito para mim. O virtuose do sushi, um dos melhores e mais conhecidos sushimen do Brasil, tem um restaurante que ainda não pude conhecer – apesar de estar nos meus planos há tempos. Hoje soube que antes de provar os famosos (e inovadores) harumaki de coxa de pato (gosto de rolinho primavera, já de pato, não sei não) e teppan yaki de cordeiro poderei conhecer melhor sua história e, acima de tudo, sua visão da culinária japonesa que o elevou a um status de mestre no Brasil, no livro O Japão por Jun (Bei Editora, 2008, 272 págs, preço médio 175 reais). A publicação tem texto do jornalista Thomaz Souto Corrêa e prefácio assinado por Pedro Moreira Salles, mas o que me deixou curiosa foram as fotos de Cristiano Mascaro que mostram o dia-a-dia do restaurante Jun Sakamoto e sua viagem ao Japão. Esta viagem deu origem ao guia O Japão por Jun. Já Andreas Heiniger fez as imagens das receitas exclusivas, com técnica inovadora de iluminação. Não parece mesmo fantástico?

Aqui em São Paulo, confesso, nunca fiz sushi, mas aprendi “em família” a fazer. Estou apostando que vou me animar se puder ver as 22 conceituadas receitas criadas por Jun Sakamoto – 19 pratos e 3 molhos básicos – acompanhadas de fotos e detalhadas explicações passo a passo. No entanto, como o livro não é barato, não sei não, pode ser que fique na vontade ou prefira ir ao restaurante mesmo! Entre elas, tartare de atum com foie gras (adoro), sashimi de polvo, salmão misoyaki e tempura de figo (adoro). Para quem não é neto de japonês nem gourmet apaixonado, o último capítulo conta a história do sushi e o uso de seus principais ingredientes, como o arroz, a alga nori e os diversos tipos de pescados.


E no melhor estilo homenagem ao centenário da imigração japonesa, a primeira parte do livro conta a trajetória dele até chegar a ser o sushiman mais respeitado de São Paulo. Descendente de japoneses, nascido em Presidente Prudente em 1965, Jun cursou a faculdade de arquitetura, foi fotógrafo e trabalhou em diversos restaurantes de comida japonesa em São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York – onde aprendeu, com o sushiman Nakamura, do restaurante Shimbashi, a limpar um peixe.

Acredito que ele de certa forma recriou esta experiência ele na pesquisa para o livro, na viagem com o fotógrafo Cristiano Mascaro a diferentes cidades do Japão em busca de bons restaurantes, mercados e peixes japoneses. Saudosa que sou, o tempo todo do Japão, sou capaz de chorar ao me deparar com estas cenas cotidianas da minha segunda pátria. O guia, uma espécie de caderno de viagem, tem dicas sobre o que conhecer nas cidades visitadas, entre elas Tóquio, Kyoto, Osaka, Toyama e Abasghiri.

Serviço:

  • Lançamento do livro Jun Sakamoto: o virtuose do shushi (de Thomaz Souto Corrêa, editora Beî)
  • Livraria Cultura – Conjunto Nacional
  • 5 de junho, quinta-feira, às 19h
  • Av. Paulista, 2073, tel. (11) 3170-4033

Obs. Foto, de Cristiano Mascaro, mostra Jun Sakamoto na loja de facas Aritsugu, em Kyoto.


Você pode gostar também de ler:
E se você tivesse a oportunidade de fazer tudo diferente? A vida em sua essência
Qual o tamanho do mundo que você quer para seu filho? Esta é uma pergunta
Em feriados ou a gente viaja ou decide que vai resolver aquele cômodo da casa
Nesta semana, a cidade do Rio de Janeiro tem sido palco para os diversos debates
Quantas vezes você ouviu alguém dizer: se tiver um limão, faça uma limonada. Referindo-se à
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas