O futuro não são os jovens…

20120926-072703.jpg

“O futuro não são os jovens, são os adultos com os quais estes jovens convivem, em um processo educativo de transformação na convivência.”

Cresci ouvindo que o Brasil era um país de jovens e chegarei à “meia idade” com a previsão de envelhecer num país de velhos. Nada disso me assusta, mas me surpreende o discurso que ainda separa as pessoas em classes, etnias, idades, tipos… por isso quando li um tuite de Luiz Algarra (@lalgarra) citando uma frase de Cristobal Gaggero (@cgaggero) me identifiquei com a ideia.

Quem pode de fato fazer diferença? Nós, eles ou todos juntos?

Aposto em todos juntos e você?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook