educação

EuVcTPE
O objetivo da mobilização é contribuir decisivamente para que a Educação passe do patamar de importante para tema prioritário e urgente na agenda do nosso país.

Hoje é meu aniversário – 37 anos bem vividos. E neste dia, se tem algo que eu posso agradecer a Deus por ter tido, foi o direito ao conhecimento. Ele me deu muitas coisas, materiais ou não, do trabalho que realizo e mantém minha família à capacidade de ser racional e ao mesmo tempo sensível para viver amorosamente com meus familiares e amigos. Então, neste dia, mais do que um presente para mim, queria dar um presente para o mundo. E o melhor presente é a oportunidade de ter educação, saber, conhecer, descobrir o mundo.

Das ótimas coisas que me aconteceram no último ano de vida – e não foram poucas, os leitores queridos aqui sabem disso – a melhor e que mais me honrou foi ter sido convidada para representar o movimento Eu, você e todos pela educação nas redes sociais. Não estou só, arrastei para lá amigos especiais que fazem a vida valer a pena e a cada dia acordo com a fé de que teremos mais e mais pessoas conosco em prol de uma nova realidade brasileira conquistada através do acesso universal à escola de qualidade.

Esta busca está na escola pública, na particular, mas sobretudo deve estar nas nossas famílias. Nesta semana eu conheci a nova professora de informática do meu filho – a que resolveu fazer um blog da turma, como ele contou aqui – e dentre mil outros temas falei com ela do Todos pela educação. Até com ela que é educadora eu notei que ajudou eu citar os atores envolvidos na campanha publicitária que a Conspiração fez para o movimento e a Rede Globo está veiculando. E como temos campanha nova (Thiago Lacerda é o pai da vez, como vêem abaixo) eu senti vontade de agradecer a estes caras que são figuras públicas e se doam em ações como esta.

Mas, sabem, não é preciso ser artista não. Dá para fazer a nossa parte de várias formas: colocando o Twitbon no seu avatar das redes sociais (basta clicar aqui para fazê-lo), fazendo posts sobre o tema, divulgando na escola do seu filho, contando para seus amigos ou parentes no almoço de domingo, escrevendo na comunidade do orkut sua experiência ou tirando fotos apoiando o movimento, como muita gente super boa fez na #cparty.

Então, queridos, eu encaro o aniversário que me deixa mais perto dos “enta” com alegria e júbilo por ter ao meu lado, em movimentos como este, gente de verdade, do melhor tipo, do tipo capaz de amar ao próximo – nem como a si mesmo, nem diferente, só amar, porque o amor não pode ser medido ou classificado, né?

Beijos e obrigada do fundo do meu coração por sua presença em minha vida.

Você pode gostar também de ler:
Como envolver os estudantes nas decisões da escola e promover uma cultura de participação?  Nesta
Salvem este nome: Celina Turchi. Ela ganhou o prêmio Prêmio Péter Murányi pelo levantamento inédito

[caption id="attachment_61406" align="aligncenter" width="500"] (Foto: @zhenhappy)

Imaginem que uma pesquisa investigou como valores culturais são transmitidos nas
(Foto: Štefan Štefančík @cikstefan no unsplash) Nesta semana, a Fuvest divulgou o
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas