destaque / entretenimento

Hoje é aniversário do meu pai é uma das primeiras coisas que lembrei foi da gente assistindo Faroeste juntos. Se fosse um filme True Grit (Bravura Indômita), que tinha uma personagem feminina “pimentinha” como eu, a gente se divertia mais. Não sei se é porque eu sempre gostei de coisas fora da minha idade ou se foi porque ver faroeste com meu pai era a chance de conviver com ele “sem os pequenos” (somos 4 filhos, avaliem!), mas essas experiências juntos moldaram muito meu jeito de consumir cultura e de entender a televisão como um elemento unitivo da família.


Eu acabo repetindo isso (ver os programas da minha infância com meus filhos) e meu marido faz o mesmo.

Nesta semana eu soube que tem mais gente curtindo a mesma coisa!

Segundo uma pesquisa do Netflix,  85% dos pais querem compartilhar com os filhos os desenhos que viam quando eram crianças.

Mesmo quem não é nerd de carteirinha já conversou com o filho, o sobrinho ou mesmo o filho de algum amigo sobre qual super-herói tem os poderes mais legais. E as meninas já relembraram da Moranguinho ou dos clássicos de princesas, voltando a ser criança. E tudo que filmes como Toy Story nós trazemos?

A conexão entre pais e filhos que acontece por meio dos filmes e desenhos favoritos da sua infância é muito especial. 

De acordo com a pesquisa da Netflix, 75% dos pais dizem que se sentem crianças de novo e 76% afirmam que os filhos aprendem importantes lições de vida, e levam muito a sério a missão de manter vivas as referências da cultura de sua infância. Além disso, 66% estão escolhendo serviços de TV pela Internet, como a Netflix, para viver essa nova tradição familiar.

“Os desenhos de sábado de manhã que eram tradição na nossa infância estão hoje disponíveis na Netflix, mas agora podemos decidir quando queremos fazer essa sessão nostalgia em família”, conta Erik Barmack, vice-presidente global de conteúdo independente. “Transformers, Os Smurfs, Meu Pequeno Pônei, Pokémon e outros desenhos já estão passando de pais para filhos, e continuaremos adicionando clássicos como as novas versões de Danger Mouse e Ursinhos Carinhosos”.


Uma das perguntas da pesquisa foi quais programas os pais mais queriam mostrar aos filhos. Os de super-heróis, como Homem-Aranha, As Tartarugas Ninja e Os Vingadores, foram os campeões.

A pesquisa também mostrou algumas diferenças culturais entre os países:

● Os pais norte-americanos são fãs do Inspetor Bugiganga

● Tom e Jerry é o desenho favorito dos pais brasileiros

● Os britânicos adoram Danger Mouse

● Os canadenses são fãs dos Smurfs

● Asterix tem preferência esmagadora dentre os franceses

● Na Alemanha, Píppi Meialonga faz o maior sucesso

● Os pais mexicanos são fãs de A Pantera Cor-de-Rosa

Esse ritual de passagem cria piadas internas e até uma linguagem secreta entre pais e filhos, mas o tempo em família é a razão pela qual 90% dos pais adoram essa tradição.

 
Apesar disso, nem todos os pais foram criados do mesmo jeito:

● Os pais norte-americanos costumam deixar os filhos acordados até mais tarde

● Os brasileiros se orgulham de fazer os melhores lanches para a hora da TV

● Os britânicos gostam de continuar se divertindo com os filhos mesmo depois que o programa acaba

● Os canadenses são os que mais se orgulham de gostar dos mesmos programas que seus filhos

● Os franceses se gabam de escolher os melhores programas

● Os alemães adoram ver TV abraçados e rindo com os filhos

● Os mexicanos dizem que deixam os filhos no comando do controle remoto.

Mas não são só os pais que criam essas novas tradições familiares. As mães aproveitam programas de TV para educar os filhos, mas também gostam de matar a saudade (84%) e o senso de familiaridade que os programas trazem (78%). Os Ursinhos Carinhosos estão no topo da lista dos desenhos que as mães querem apresentar aos filhos, e 77% das mães também assistem aos desenhos que os filhos apresentam para elas. Além disso, 87% delas dizem que amam ver seus filhos abraçados com seus companheiros assistindo à TV.
A Netflix tem uma seção especial para crianças de até 12 anos com diversas séries originais, programas e filmes de grandes parceiros como PBS, Disney Channel, DreamWorks Animation, Mattel, Hasbro, Lego e Scholastic, sempre exibidos sem comerciais. Essa seção especial está disponível para PCs e Macs, iPads, videogames, aparelhos de streaming e Smart TVs. As contas da Netflix já vêm com um perfil para crianças, mas você também pode personalizar outros perfis para seus filhos. O perfil infantil vem com uma barra de personagens para que seu filho possa encontrar programas e filmes incríveis estrelados por personagens específicos. Crianças, pais e responsáveis podem explorar fileiras e mais fileiras de filmes e programas organizados por gêneros de fácil compreensão (como super-heróis, princesas, dinossauros e garotas decididas) que apresentam descrições simples e claras da trama de cada título.

 

Sobre a pesquisa: foi realizada online pela Ipsos Public Affairs em nome da Netflix entre 8 de abril e 8 de maio de 2015, com 7.009 pais acima de 18 anos de idade. Os participantes eram residentes do Brasil, Canadá, México, Reino Unido, Alemanha, França e Estados Unidos que assistem online a desenhos e filmes com seus filhos. A precisão das pesquisas online da Ipsos é avaliada usando-se um intervalo de credibilidade. Neste caso, a pesquisa teve um intervalo de credibilidade de +/- 3,5 pontos percentuais para todos os pais.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas