Netbook ou notebook, como escolher?

HP EMPORIO ARMANI - 10

Esta é uma dúvida que, acredita, os especialistas, estará na cabeça de boa parte dos consumidores. Se o Natal já foi tempo de explosão de vendas de aparelhos de DVD, câmera digital, notebook e TV digital, neste ano a aposta é em vendas expressivas de netbooks.

Em 2008, quando minha mãe pensava em comprar computadores de Natal pros netinhos, ela se viu muito tentada a comprar um netbook Positivo Mobo e um amigo que tem blog de tecnologia é que a convenceu de não fazê-lo. Ao acompanhar este período de uso do notebook por eles, acho que acertamos. Mesmo sem ficar muitas horas na frente da máquina, eles ficariam limitados se optássemos por uma miniaturinha como o computador principal para cada um.

E aí mora o segredo com os netbooks. Como faz uma amiga minha, que ainda usa desktop em seu escritório de advocacia, o netbook tem que ser o segundinho. Aquele para usar menos, quando saimos para uma reunião, viajamos, queremos apenas “tuitar” enquanto vemos TV ou ouvir música enquanto cozinhamos.Enfim, um netbook não é um laptop menor por conta de algumas diferenças:

  • o desempenho ainda não se compara ao de um notebook da mesma geração – eu testei há algumas semanas o HP Vivienne Tam (netbook fashion) e ele equivalia ao meu antigo (tem um ano e meio, mas já é antigo) HP Pavillion, jamais poderia ser comparado em desempenho com um notebook atual da marca
  • tudo é via usb: se não for por download da internet, o usb é a única forma de baixar um arquivo e, por exemplo, instalar programas. Para instalar no #hpfashion os softwares dos meus celulares (Nokia N95 e Samshung Jét) eu tive que pegar os arquivos do meu outro notebook e transferir via usb – e foi assim também eu eu vi filmes e ouvi música nele
  • a tela é realmente menor e cansa os olhos (e o corpo) do usuário bem mais rápido do que o notebook. Se você precisa passar horas na frente do computador (como eu, umas 12h por dia) melhor ter um mais ergonômico e deixar o netbook para reuniões e lazer
  • exceto em modelos como o da HP (vamos combinar, é das poucas marcas que tem um teclado de tamanho quase igual ao de notebook), no geral os teclados de netbook são bem pequenos. Usei um Asus e um LG outro dia, de amigas, e foi bem complicado me adaptar – mas claro, a gente se adapta, elas me contam que já acham super normal o tecladinho e nem sentem!

notebook ou netbook como escolher

Para quem já tem um bom smartphone (ou celular inteligente, como dizia um entrevistado do jornal Valor Econômico da semana passada, em artigo que falava deste tema), possivelmente não vale a pena investir num netbook. Minha irmã usa o E63 dela para tudo e não sente a menor falta de um computador pessoal no consultório médico e eu, confesso, amaria se pudesse editar e criar planilhas e textos nos meus celulares atuais como fazia com meu HTC de teclado qwerty.

hp fashion nigh out

E para quem quiser (ou precisar) investir, a tendência, segundo soube numa conversa com Anna Freitag, gerente de marketing da HP, na quinta-feira (parte da agenda da marca no Fashion’s Night Out), é que as pessoas associem a marca e o design como diferencial e uma mensagem de valor intrínseco, dados que pesariam muito na escolha de seus novos gadgets. Como os levamos para todo lado, eles “falam” sobre nossas personalidades e “vendem” a imagem de quem somos (ou queremos parecer). Antes os computadores ficavam em casa, num canto no móvel do desktop, mas agora que o computador ficou pessoal e é carregado por seus usuários para todos os lados -e os novos aparelhos com wifi e prontos para 3G são um convite para isso – os consumidores dão muito mais importância ao design de suas máquinas.

E você, como tem escolhido os seus novos brinquedinhos?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook