a vida quer

Como não se identificar com essas palavras do Geração de Valor?

  

“Negar a realidade não é ser otimista. É ser alienado. Para solucionar um problema, o primeiro passo é identificá-lo. Para curar um doença, o primeiro passo é ter um diagnóstico. Fazer de conta que um problema não existe não o resolve. Negar uma doença não traz a cura.
Diante da constatação de uma realidade, uns se acovardam e outros enfrentam. Só com o diagnóstico de um problema é possível produzir a indignação que gera a ação. A ação só é produtiva quando o diagnóstico é preciso e real.
O mundo precisa de gente que tenha coragem de enfrentar a realidade sem medo. Falo das mazelas brasileiras com a mesma intensidade da competência que tenho para driblá-las e empreender com sucesso neste país.
Negar a realidade e fazer pose de positivista é uma boa receita para o fracasso. Enxergar a realidade e fazer-se de vítima é uma receita melhor ainda.
Enxergar a vergonhosa realidade, indignar-se e responder com seu sucesso é um tapa na cara da sociedade.”

Eu sempre escolho a ação e apesar de pensar positivamente, não sou mais uma simples otimista (fui educada para sê-lo e minha mãe ainda é), sou uma pessoa que vê a realidade é escolhe onde investir seu tempo, doar seu conhecimento e se fazer presente para fazer diferença.

E você, qual sua escolha? 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas