blogosfera / sustentabilidade

Embora eu tenha montado árvore de Natal em casa há semanas e esteja planejando presentinhos para as crianças da família, tenho acompanhado a aproximação do Natal com reservas. E hoje percebi que não sou a única.

No Digestivo Cultural Luis Eduardo Matta reflexiona sobre o Natal S.A. e nos faz pensar no negócio em que se transformou esta data que deveria ser uma celebração familiar e agora é

“uma loucura doentia na qual, uma data tão especial como o Natal se converteu de algumas décadas para cá: uma festa que deveria ser, essencialmente, uma celebração simples e desprendida, transformada, à revelia, numa ode alucinada à compulsão consumista e a um pretenso hedonismo que pouco têm a ver com o que se entende como espírito natalino. Para muita gente, aliás, o mês de dezembro representa a promessa de um martírio: a época do ano em que todos se sentem obrigados a estar felizes, reunidos e em paz com suas famílias, com dinheiro de sobra em caixa para gastar em presentes vistosos e na preparação de uma ceia farta e com muita disposição para encarar a verdadeira maratona que é fazer as tão concorridas compras de Natal. É como se toda a sociedade se visse, de súbito, acometida de uma hipnose generalizada.”

De outra leitora obrigatória no meu Reader veio um convite para vivermos Festas Recicladas. Denise Rangel, que também se preocupa com o consumo desenfreado nesta época do ano, nos faz pensar no que gostaríamos de ter do “espírito natalino” no ano inteiro:

“A gente fica pensando se não seria melhor o espírito do Natal durar o ano inteiro. E se as pessoas se sentissem compelidas a presentear em qualquer dia, e nas inúmeras oportunidades que se apresentam para ajudar alguém. Por exemplo, é muito comum, nesta época de Natal, as pessoas procurarem as agências de correio para adotar uma cartinha de uma criança carente e assim ficarem em paz com sua consciência. Pergunto eu: por que não fazer isto o ano inteiro? Há tantas oportunidades para se fazer o bem.”

Quer reflexionar sobre este consumo desenfreado e imaginar um novo conceito para o Natal, muito além da troca de presentes nesta data que é católica e pagã ao mesmo tempo? Aceite meu convite para participar de uma blogagem coletiva sobre o consumo consciente no dia 08/12.

😀

P.S. E o SESC Interlagos (Av. Manoel Alves Soares, 1100 – Parque Colonial, São Paulo, SP) promove a leitura do texto ‘O Peru de Natal’ de Mário de Andrade, dentro do projeto Histórias de Bolso no dia 05 de dezembro, sexta-feira, das 14h às 17h, no Espaço da Palavra, sala 03. Estarei em Curitiba no Fórum de Mídias Sociais, mas se estivesse em Sampa valeria a “viagem”até Interlagos. Em apenas um encontro, um ator, um escritor ou um arte-educador conduzirá a leitura de um texto da literatura universal, em uma roda dinâmica. O autor de Macunaíma, musicólogo, folclorista, introdutor do Modernismo e um dos primeiros pesquisadores da “brasilidade”, servirá como mot para o ator, poeta e arte-educador Carlos Lotto conduzir uma conversa sobre esta data e muitas outras coisas.

Você pode gostar também de ler:
"É importante reflorestar, mas precisamos apoiar projetos que cuidem da flora, da fauna e do
"Faça sustentabilidade, não apenas comunique." Um dos meus grandes interesses no Sustentável 2009 era o
"Human being are loving animals. It's in our nature not only in our culture. Love
Hoje devo divulgar, já com imenso atraso, os nomes dos ganhadores dos ingressos para o
Só agora à noite pude conferir parte dos posts que foram publicados desde ontem na
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas