Museu aberto da sustentabilidade

Quase toda semana eu passo por lá e já tive o cuidado de parar e aproveitar a Praça Victor Civita.

Inaugurada num terreno da Rua Sumidouro que estava degradado pela ação do antigo incinerador de lixo, um local revitalizado para ser devolvido ao uso público.O local abrigou entre 1949 e 1989 um incinerador de resíduos domiciliares e hospitalares e o prédio do antigo incinerador foi transformado num Centro de Educação Ambiental. O restante do terreno, conforme vi no telejornal local, conta com um deck de madeira, impedindo o contato dos visitantes com as áreas de solo contaminado. Com isso, a área de 13,6 mil metros quadrados passou a oferecer uma programação de esporte, lazer, cultura e educação, com atividades voltadas à reflexão sobre as questões ambientais e urbanas.

São Paulo tem transformado alguns ícones do atraso social em praças e parques. Tenho minhas dúvidas sobre estas ações, admito, porque eu não me sinto convidada a ir passear com minha família num parque construído sobre o terreno do ex-presídio do Carandiru, mas, enfim, tudo que traga mais verde ao mundo e que permita lazer gratuito (ou barato) e de qualidade para a população é bem vindo.
E você, o que acha destas alternativas para sua cidade?

Serviço:

  • O quê: Praça Victor Civita
  • Onde: r. Sumidouro, Pinheiros, São Paulo – SP
  • Quando: todos os dias da semana, das 7h às 18h
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook