Mulheres do Sol

Chega ao fim em grande estilo, com a presença das cantoras Miriam Mirah e Isabel Parra, o o projeto Mulheres do Sol no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP). Durante todo o mês de abril, essa programação especial traçou um mapeamento musical da América Latina através de suas mais representativas vozes femininas com cantoras de diferentes partes deste lado do continente. Toda terça, duas artistas – uma brasileira e outra de algum país vizinho – apresentaram um repertório influenciado pelo cancioneiro popular de sua região de origem, como farão Miriam e Isabel nessa apresentação de encerramento. No final do espetáculo, ambas sobem ao palco para uma apresentação especial. Os shows são realizados em dois horários: às 13h e às 19h30.

Serviço:

  • Mulheres do Sol
  • Data: 29 de abril
  • Terças-feiras – 13h e 19h30
  • Teatro – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo
  • Ingressos: R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia-entrada)
  • Informações: (11) 3113-3651 / 3113-3652
  • Horário de funcionamento da bilheteria: das 09h às 20h
  • Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física // Ar-condicionado // Loja
  • Opções de estacionamentos particulares nas ruas Boa Vista, Senador Feijó e Libero Badaró.
  • Confirmar preços, dias e horários de funcionamento.

As artistas:

 

mirian_02.JPGA brasileira Miriam Mirah é um caldeirão de referências: irmã de uma cantora de bossa nova, sobrinha de tios seresteiros, fascinada pelos maiores compositores de MPB. Depois, veio a descoberta das canções latino-americanas, que faziam parte de um contexto especial de movimentos musicais da década de 70. Não demorou muito, fundou o grupo Tarancón (quem não se lembra deles nos anos 1980?). Seguiu carreira-solo nos anos 80, cujo ponto alto foi sua participação no Festival dos Festivais da Rede Globo. Nos anos 90, estreitou relação com os ritmos dançantes brasileiros e caribenhos e, atualmente, comemora seus 35 anos de carreira.
isabel-parra.jpgPara a chilena Isabel Parra, a ligação com a música também começou em casa. Filha da renomada folclorista Violeta Parra, Isabel é uma famosa cantora e compositora de canções de ritmos chilenos e latino-americanos. Gravou o primeiro disco aos 13 anos, acompanhada pela mãe ao violão. Iniciou a carreira artística em Paris e fez turnês por todo o mundo. Em 1964, com o irmão Angel, fundou o Peña de los Parra, um centro para difusão artístico-musical de referência cultural da época. Em suas músicas, ela gosta de fazer incursões pela temática poética estritamente ligada aos problemas da identidade cultural latino-americana.
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.