destaque / empreendedorismo
davos das mulheres Maio é um mês marcado pelo Dia das Mães e nos faz pensar em muitas coisas acerca do papel feminino no mundo.

“Se um homem trabalha com afinco, é considerado dedicado. Já a mulher que faz o mesmo é egoísta? Repensar as diferentes maneiras como rotulamos os gêneros é um dos vários modos de aumentar e melhorar a participação feminina no mercado de trabalho.”

Hoje e amanhã acontece em São Paulo o Global Summit of Women importante fórum internacional de negócios e economia para mulheres, gerando essas e muitas outras reflexões, além de vários dados, estudos, publicações e novidades sobre mulheres e negócios.

Esse é o o mais importante fórum internacional de negócios e economia para mulheres, conhecido como “Davos das Mulheres”, e é muito especial que celebre seu 25º aniversário no Brasil.

O tema “Mulheres Criativas, Economias Criativas”, promete dois dias de inovação e criatividade nas trocas presenciais das mil mulheres que estão no evento e que ajudam a moldar as economias de seus países.

Senti muito isso em outros eventos femininos internacionais nos quais estive nos últimos anos, como o Women in the World BrazilWomen’s Forum, onde me inspirei para começar a trilhar o caminho dos Negócios Sociais Brasileiros.

“No Brasil, 45% das pequenas empresas são fundadas por mulheres. O país já está começando a ver a mulher como massa crítica na economia brasileira e o poder econômico das mulheres está crescendo, mas ainda não está no topo. Elas estão em áreas fundamentais para qualquer economia como, por exemplo, trabalhadoras, proprietárias de empresas e líderes empresariais”.

No Women’s Forum me impressionou a oportunidade impar de ouvir de pertinho mulheres que fazem TODA diferença nas suas sociedades. Talvez elas sejam discutidas por seus eleitores (ou não-eleitores), como fazemos aqui com a presidenta e com algumas ministras, mas o fato é que elas são mulheres que alcançaram cargos de poder num mundo que ainda é mais masculino do que deveria.

Entre as participantes confirmadas no Summit estão a Presidente do Kosovo Atifete Jahjaga (@PresidentKosovo), a vice-presidente do Vietnã, Nguyen Thi Doan e ministras – todas mulheres – de áreas como Trabalho, Direitos das Mulheres, Comércio e Indústria, representando a África do Sul, Albânia, Canadá, Emirados Árabes Unidos , Filipinas, França, México, Polônia, entre outros.

 

Fui pesquisar estas mulheres.

Atifete Jahjaga é a primeira mulher presidente do Kosovo, a primeira candidata supra-partidária e a mais jovem a ser eleita para o cargo (ela nasceu em 1975!) – e também a primeira mulher chefe-de-Estado da região dos Balcãs. Advogada, formada em m Direito na Universidade de Pristina em 2000, serviu como diretora da Polícia do Kosovo, no cargo de major-general. É casada com o dentista Astrit Kuçi e não tem filhos.

Atifete Jahjaga é a primeira mulher presidente do Kosovo, a primeira candidata supra-partidária e a mais jovem a ser eleita para o cargo (ela nasceu em 1975!) - e também a primeira mulher chefe-de-Estado da região dos Balcãs. Advogada, formada em m Direito na Universidade de Pristina em 2000, serviu como diretora da Polícia do Kosovo, no cargo de major-general. É casada com o dentista Astrit Kuçi e não tem filhos.

Nguyen Thi Doan é uma educadora vietnamita, legisladora e política. Ph.D. em economia e em administração por universidades européias, é ex-professora de economia, foi eleita vice-presidente para o período 2007-2012. No Extremo Oriente é comum que os políticos fiquem até tarde na vida pública – ela  nasceu em 1951.

  

O Summit tem como objetivo promover oportunidades de negócios internacionais entre as delegações presentes e seus parceiros brasileiros. 

O fórum foi aberto com a sessão “Fazendo Negócios com o Brasil” e apresentará para uma audiência global as possibilidades do mercado brasileiro. 

“Temos a oportunidade de criar alianças de negócios com mulheres de outros países e de expandir as redes de contatos de mulheres brasileiras em todo o mundo”, afirma Flávia Vígio, Presidente do Global Summit of Women Brasil.

O Summit no Brasil irá destacar as inovações das mulheres no mercado global, como Robin Chase, que fundou a ZipCar, maior empresa de compartilhamento de carros do mundo, e Luiza Trajano, da rede Magazine Luiza, e  ainda de mulheres jovens, que apesar dos nomes não serem tão conhecidos, estão criando empresas que estão renovando a tecnologia do século 21. 

O evento inclui um Fórum da Juventude e abrirá espaço para 25 jovens talentos empresariais, todas promissoras mulheres de negócios.

Sobre o Global Summit of Women

Fundado em 1990, o Global Summit of Women é uma organização não governamental com sede em Washington, Estados Unidos. Com foco em negócios, foi concebido pelos setores  público, privado e sem fins lucrativos para ampliar oportunidades para mulheres por meio do intercâmbio de soluções de trabalho e de estratégias criativas em diferentes partes do mundo.


Estatísticas