Mudam as câmeras, mas o desejo de registrar momentos sobrevive

Outro dia, nesta semana mesmo, flagrei meu caçula (#aos8) brincando com uma antiga câmera fotográfica. Ele, que teve suas fotos desde bebê tiradas com máquinas digitais (sem filme), achou que o flash era o espaço para “ver como a foto fica”… Mesmo o mais velho (#aos11), na foto com a Olympus-Pen, não sabia bem como “simular” que era um fotógrafo de antigamente.

20110910-114848.jpg

E aí hoje, visitando a exposição Gigantes da Era do Gelo (na praça de eventos do Shopping Anália Franco), encontrei, em meio a muitas crianças que tiravam fotos digitais (com o celular dos pais) dos animais pré-históricos em escala natural, uma moça que usava o mesmo modelo de câmera. E funcionava, com flash e tudo!

Na hora pensei alto: Voltei no tempo! Back to the 80’s (or 70’s?)…

20110910-120138.jpg

Fui pesquisar e a Olympus-Pen é mais antiga! E, à sua época, foi inovadora, daí seu charme e carinho com que é tratada pelos amantes da fotografia!

Ela permitia um controle, para não profissionais, de detalhes da fotografia como a prioridade de velocidade ou a prioridade de abertura, que são formas de obter fotos com um determinado efeito. Estes detalhes faziam as fotos terem um jeito pessoal que com o tempo viravam assinaturas do fotógrafo.

Hoje os modos de cena representam um avanço na captura de imagens digitais, trazendo facilidade e garantia de boas fotos, mas também a sensação de impessoalidade que a automatização no modo de capturar imagens traz.

É o preço que se paga por resultados tecnicamente superiores e imediatos, mas eu ainda acho que vale a pena ensinarmos aos nossos pequenos fotógrafos um pouco da magia da foto planejada e esperada, aquela feita com as câmeras antigas e românticas.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook