entretenimento
 Cidade dos homens (BRA, 2007, 106min, cor, 35mm) direção: Paulo Morelli - elenco: Douglas Silva , Darlan Cunha , Rodrigo dos Santos , Camila Monteiro , Naíma Silva.

Cidade dos homens (BRA, 2007, 106min, cor, 35mm) direção: Paulo Morelli - elenco: Douglas Silva , Darlan Cunha , Rodrigo dos Santos , Camila Monteiro , Naíma Silva.

Eu não sou paulista, mas entendo este orgulho enorme que as pessoas daqui sentem com o que é seu – e eu mesma, sempre “puxo” a sardinha para os Bichos do Paraná como Leminski e Poty! Ontem um contato de twitter, o @dribas, me indicou a programação da mostra Cinema Paulista: um recorte contemporâneo que está em cartaz no CCSP.

O ciclo traz um recorte do Cinema Paulista Contemporâneo, destacando filmes compreendidos no período de 1995 a 2008. Todos os filmes serão exibidos no suporte 35mm – e com entrada franca – na Sala Lima Barreto, no CCSP (rua Vergueiro, 1000, ao lado do metrô Vergueiro, linha azul). Saiba datas e horários clicando aqui.

E quais são os filmes? A lista é ótima, mas pesquei alguns que eu gostei especialmente. Veja abaixo:

(BRA, 2006, 86min, cor, 35mm) direção: Ugo Giorgetti - elenco: Lima Duarte, Flávio Migliaccio, Denise Fraga, Otávio Augusto, Cássio Gabus Mendes, Paulo Miklos e Sílvio Luiz O filme acontece durante a reinauguração de um bar, famoso reduto de jogadores de futebol, agora com novo sócio, Marquinhos pentacampeão do mundo pela Seleção e atual atacante de um milionário time europeu. Lá, acontece um desfile de jogadores endinheirados, empresários, agentes, advogados, jornalistas à caça de qualquer de notícia, mulheres cuja atividade principal é seduzir jogadores de futebol famosos e, finalmente, torcedores de todas as matizes e condições sociais.

Boleiros - era uma vez o futebol... (1998, 93 min, cor). direção: Ugo Giorgetti - elenco:Adriano Stuart, Flávio Migliaccio, Otávio Augusto, Cássio Gabus Mendes, Rogério Cardoso, João Acaiabe Grupo de ex-jogadores se reúne em bar de São Paulo freqüentemente em todas as tardes para relembrar antigas glórias e histórias curiosas do tempo em que ainda eram jogadores profissionais. Boleiros 2 (BRA, 2006, 86min, cor, 35mm) direção: Ugo Giorgetti - elenco: Lima Duarte, Flávio Migliaccio, Denise Fraga, Otávio Augusto, Cássio Gabus Mendes, Paulo Miklos e Sílvio Luiz O filme acontece durante a reinauguração de um bar, famoso reduto de jogadores de futebol, agora com novo sócio, Marquinhos pentacampeão do mundo pela Seleção e atual atacante de um milionário time europeu. Lá, acontece um desfile de jogadores endinheirados, empresários, agentes, advogados, jornalistas à caça de qualquer de notícia, mulheres cuja atividade principal é seduzir jogadores de futebol famosos e, finalmente, torcedores de todas as matizes e condições sociais.

*

20h Quanto vale ou é por quilo? (2005, 107min, cor, 35mm) direção: Sérgio Bianchi - elenco: Antonio Abujamra, Caio Blat, Herson Capri, Ana Carbatti, Marcelia Cartaxo, Clara Carvalho, Leona Cavalli, José Rubens Chachá, Caco Ciocler, Joana Fomm, Ênio Gonçalves, Ariclê Peres. Uma analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, que forma uma solidariedade de fachada. No século XVII um capitão-do-mato captura um escrava fugitiva, que está grávida. Após entregá-la ao seu dono e receber sua recompensa, a escrava aborta o filho que espera. Nos dias atuais uma ONG implanta o projeto Informática na Periferia em uma comunidade carente. Arminda, que trabalha no projeto, descobre que os computadores comprados foram superfaturados e, por causa disto, precisa agora ser eliminada. Candinho, um jovem desempregado cuja esposa está grávida, torna-se matador de aluguel para conseguir dinheiro para sobreviver.

Quanto vale ou é por quilo? (2005, 107min, cor, 35mm) direção: Sérgio Bianchi - elenco: Antonio Abujamra, Caio Blat, Herson Capri, Ana Carbatti, Marcelia Cartaxo, Clara Carvalho, Leona Cavalli, José Rubens Chachá, Caco Ciocler, Joana Fomm, Ênio Gonçalves, Ariclê Peres. Uma analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, que forma uma solidariedade de fachada. No século XVII um capitão-do-mato captura um escrava fugitiva, que está grávida. Após entregá-la ao seu dono e receber sua recompensa, a escrava aborta o filho que espera. Nos dias atuais uma ONG implanta o projeto Informática na Periferia em uma comunidade carente. Arminda, que trabalha no projeto, descobre que os computadores comprados foram superfaturados e, por causa disto, precisa agora ser eliminada. Candinho, um jovem desempregado cuja esposa está grávida, torna-se matador de aluguel para conseguir dinheiro para sobreviver.

*

Bodas de papel (2006, 102min, cor, 35mm) direção: André Sturm - elenco: Helena Ranaldi, Darío Grandinetti, Sérgio Mamberti, Walmor Chagas, Cleide Yáconis, Imara Reis Candeias é uma pequena cidade do interior de São Paulo, esvaziada para a construção de uma usina hidrelétrica. Ali vive Nina, que passou boa parte de sua infância na companhia do avô, dono do único hotel da cidade, e que não resiste à mudança para a capital e acaba morrendo. Anos depois, Nina lê no jornal que o governo desistiu do projeto da hidrelétrica. Candeias, então, ainda com ares de cidade fantasma, vai aos poucos readquirindo vida, com o retorno de alguns moradores, entre eles Nina, que decide reformar e administrar o hotel do avô e acaba vivendo uma história de amor com um arquiteto argentino.

Bodas de papel (2006, 102min, cor, 35mm) direção: André Sturm - elenco: Helena Ranaldi, Darío Grandinetti, Sérgio Mamberti, Walmor Chagas, Cleide Yáconis, Imara Reis Candeias é uma pequena cidade do interior de São Paulo, esvaziada para a construção de uma usina hidrelétrica. Ali vive Nina, que passou boa parte de sua infância na companhia do avô, dono do único hotel da cidade, e que não resiste à mudança para a capital e acaba morrendo. Anos depois, Nina lê no jornal que o governo desistiu do projeto da hidrelétrica. Candeias, então, ainda com ares de cidade fantasma, vai aos poucos readquirindo vida, com o retorno de alguns moradores, entre eles Nina, que decide reformar e administrar o hotel do avô e acaba vivendo uma história de amor com um arquiteto argentino.

*

(1995, 76min, cor, 35mm) direção: Ricardo Dias A bordo de uma pequena embarcação, o documentário leva o público numa viagem pelo Rio Amazonas e seus afluentes. Na rota, encontros com a população ribeirinha e a fauna e flora locais, além das dificuldades de uma empreitada que apostou em seguir o curso do rio para redescobrir o interior do Brasil.

(1995, 76min, cor, 35mm) direção: Ricardo Dias A bordo de uma pequena embarcação, o documentário leva o público numa viagem pelo Rio Amazonas e seus afluentes. Na rota, encontros com a população ribeirinha e a fauna e flora locais, além das dificuldades de uma empreitada que apostou em seguir o curso do rio para redescobrir o interior do Brasil.

*

 Querido estranho  (BRA, 2002, 95 min, 35mm) direção: Ricardo Pinto e Silva - elenco: Daniel Filho, Suely Franco, Ana Beatriz Nogueira, Cláudia Netto e outros.  Durante a festa de aniversário do patriarca de uma família é anunciado o noivado de sua filha mais nova. A notícia traz à tona diversos segredos dos convidados.

Querido estranho (BRA, 2002, 95 min, 35mm) direção: Ricardo Pinto e Silva - elenco: Daniel Filho, Suely Franco, Ana Beatriz Nogueira, Cláudia Netto e outros. Durante a festa de aniversário do patriarca de uma família é anunciado o noivado de sua filha mais nova. A notícia traz à tona diversos segredos dos convidados.

Você pode gostar também de ler:
Outro dia comentei que um apartamento em São Paulo será cenário de um dos episódios da
“Devido à natureza do mundo em que vivemos, nossas crianças passam por uma carga pesada
Um dos filmes do #cinemaemcasa do nosso feriado foi o dinamarquês "Você desapareceu" (Du forsvinder). Escolhido
O documentário Pagliacci, sobre os palhaços Fê e Duma (da Companhia La Mínima) e sobre
O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas