Crescidinhos / cultura web / destaque / educação

20131220-123305.jpg

“Agora sua mãe não vai mais reclamar do dedo no PC. E… é ótimo para jogar!!”
disse #aos11 sobre o monitor touch que ganhamos de presente da LG.

Ele tem razão quando diz, no vídeo, que quando era criança a gente pedia para tirar o dedo da tela do computador. Depois vieram os smartphones com tela touch (o meu primeiro ganhei em 2006, antes do iPhone surgir) e os tablets, mas para quem nasceu no tempo do computador de mesa, juntar tudo parecia um sonho.

E na verdade, descobri com os jovens nerds daqui de casa, quem faz um uso mais “pesado” do computador gosta de um canto de trabalho, do computador na mesa, da máquina boa e de um monitor de tamanho e resolução compatíveis com as tarefas. Os meninos editam vídeos e criam “pacotes de textura para Minecraft”, além de, óbvio, usar a máquina para jogar!

Daí que este uso diferenciado para adultos, mas muito comum entre os adolescentes e pré-adolescentes como eles, vale mais de um review.

Da minha parte eu gostei porque a tecnologia do monitor LG IPS Touch10 (dez por conta dos 10 pontos na tela) permite mover, arrastar e girar objetos no monitor, que reconhece até dez pontos tocados simultaneamente na tela, com menor tempo de resposta.

Aliás, o tempo de resposta é interessante.

Eu e meu marido demoramos pensando como fazer o touch funcionar. (risos) Nossa geração está habituada a pensar, planejar, instalar software… mas o monitor é “plug and play”, funciona mais dentro do modelo mental dos meninos.

E o Windows 8 tem seguido este mesmo mecanismo, daí os elogios do Enzo #aos13 no seu vídeo e no review que está no blog deles: http://verparacrescer.com.br/como-um-monitor-touch-da-lg-ajuda-um-desenhista/

[Eu uso Mac, mas como ficou claro na minha fala no video, fiquei impressionada com algumas vantagens do novo Windows.]

Precisa de tanta tecnologia para crianças?

Se podemos oferecer as melhores ferramentas para que eles descubram seus talentos, por que não?

A gente investe na escola, no inglês, no futebol e na natação, em tanta coisa…

Quem sabe se ao testar habilidades descobriremos vocações?

Aqui estamos sempre divididos, ao mesmo tempo em que queremos dar aos meninos as melhores oportunidades para que possam desenvolver suas habilidades e qualidades com tecnologia de ponta, queremos que tenham uma vida offline saudável. Por isso, quando ganhamos este monitor touch da LG, fizemos uma opção nova: investimos um bom valor numa máquina boa (um PC com configuração profissional) e combinamos que eles teriam que “dividir” o bom computador, garantindo assim que pausas sejam feitas por conta do rodízio.

E aí, tem histórias parecidas ou é sua visão é exatamente oposta? Comente! É na troca dos comentários que a conversa continua e a gente se ajuda!

P.S. Este post não é um publieditorial. 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas