Minha geladeira vai virar um bar-ladeira no Inverse My Fridge

brastemp inverse-1.bmp

A conversa parece ser de cozinha? Mais ou menos.

Depois de uns meses pensando na geladeira ideal para nós (fiz até um post falando da geladeira do marido gourmet, porque aqui em casa a cozinha é dos dois, a mamãe não reina absoluta), eis que eu tive uma surpresa de Natal. Ganhei uma Brastemp Inverse de presente. E não foi como o fogão que Gui me deu no Dia das Mães de 2008, escolhido mais dentro do “gosto” dele… Desta vez a geladeira veio da própria marca, numa ação muito muito criativa que a Brastemp faz junto com a LiveAd para divulgar o novo modelo entre as mídias sociais.

Vejam que criativo: para o lançamento da nada óbvia Inverse (o refrigerador com geladeira em cima e freezer embaixo), a Brastemp e a LiveAD desenvolveram o projeto artístico Inverse My Fringe, um desafio que vai inverter a vida de algumas pessoas também nada óbvias.

[nesta parte, além de sortuda me senti lisongeada né!]

Quem mais está nesta? Alexandre InagakiChris CamposRicardo CobraMarcelo CostaGabriel Pires e Marcos GomesCláudia MidoriLeonor MacedoGabi BiancoAnita Cavagnoli.

Nós ganhamos a Inverse, mas também topamos um desafio: abrir a casa, o coração e a memória para um “personal” artista, escohido pela Möve, que estudou nossos estilos de vida para transformar as geladeiras antigas em obras de arte. Os curadores desta intervenção artística apresentaram cada um dos envolvidos a um dos artistas de seu radar: Billy Argel, Estúdio Deveras, Luísa Ritter, Emerson Pingarilho, Geraldo Tavares, Yan Sorgi – Sebográficos, Ana Helena Tokutake, Wagner Pinto, Fernando Chamarelli e Fernanda Guedes.

Nossa artista é a Luisa Ritter, uma graça de gaúcha da cidade de Montenegro, daquelas pessoas que em poucos minutos estava com jeitinho de amigo da família. O curador, Rafael Pequeno, foi imensamente sensível ao nos combinar com a Luisa, porque ela é super ligada em família e a base de seu trabalho são as fotos dos anos 1970 e 1980 da família dela – curiosamente tiradas antes de seu nascimento, mas exatamente a época em que Gui e eu tínhamos a idade dos meninos! Nos identificamos muito, trocamos histórias de avós políticos e de famílias do interior e enviamos algumas fotos nossas para ela depois do nosso papo. E agora estamos na super ansiedade de ver nossa antiga geladeira (que também era uma Brastemp Frost Free) virar um bar.

inverse my fringe samegui 3inverse my fringe samegui 0

O bar com nome – batizado pelo Gui (seu idealizador) de Bar-Ladeira – vai ser a atração de um encontro em nossa casa daqui a uns dias. Isso porque depois da fase da “concepção criativa”, a ação Inverse My Fringe prevê  que cada um dos envolvidos fará uma Vernissage at Home, recebendo amigos para apresentar a nova obra de arte.

[Tudo isso com apoio da Brastemp, que vai abastecer as Inverse com o que mais gostamos. ;)]

inverse my fringe samegui 5inverse my fringe samegui 6

Se você ficou curioso, as visitas e o trabalho está sendo todo registrado e divulgado no Flickr do Inverse My Fridge, de onde eu tirei estas fotos da visita da Luisa ao nosso lar e do Giorgio se despedindo da ex-geladeira, que na sua semana inativa em casa foi sua cápsula do tempo!

P.S. Os detalhes da geladeira e como está sendo usa-la em familia, eu contei no Conversas de Cozinha, então se quiserem, passem lá, tá? 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook