Mildred Pierce

Sabem aqueles filmes antigões, dramas vividos em tempos que não são os seus (são da sua avó ou bisavó), mas são tão bem contados que vale a pena ver de novo? Neste feriado assisti a um deles.

Mildred Pierce, série da HBO apresentada em cinco capítulos (que vi como um filme, meio diretão) é uma história que rendeu Oscar de Melhor Atriz para Joan Crawford quando foi gravada em 1945 (que circulou nos cinemas brasileiros com o título de Alma em Suplício). Para sua nova versão, lançada em 2011, a aposta foi a talentosa atriz inglesa Kate Winslet, que contracena em parte da história com a musa de True Blood, Evan Rachel Wood. Apesar dos relacionamentos afetivos de Mildred (ela tem boas amigas e alguns amores ao longo da história, um deles vivido por Guy Pierce), é com a personagem de Wood, que vive a filha Veda, que a protagonista experimenta suas desventuras.

Ao terminar de ver os episódios ontem eu pude confirmar que já conhecia a história (devo ter visto o filme original) e digo que gostei muito porque discute (em alguns momentos, até meio sem querer, creio) a posição da mulher na sociedade pós Depressão e pré Segunda Guerra Mundial. Notem nos trailers oficiais das duas versões da mesma história como mudou o jeito como a personagem principal foi apresentada.

Estão lá, para nossa observação e reflexão, a inserção no mercado de trabalho na crise, a liberdade sexual antes e depois do casamento, além de ser inspirador sob o ponto de vista do empreendedorismo. E o cerne da história, que é a dramática relação mãe e filha, rende muito e por si só justificaria a trama.

#ficaadica

P.S. Mildred Pierce é um romance de James M. Cain.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook