bem estar
pink for the cure

Image by on2wheelz via Flickr

Estou há muitos dias devendo um MUITO OBRIGADO (alto assim) para as mulheres maravilhosas – e alguns homens incríveis – que participam durante este mês da campanha de conscientização “Não aceite informação pela metade”, que descobri numa coletiva da Femama (na qual estive na companhia da @kakah) e que me motivou a lançar na blogosfera o desafio de falarmos abertamente sobre o câncer de mama.

Convidei pessoas que respeito e que têm muito mais prática do que eu em blogagens coletivas, @lumarosa e @meiroca. Elas estavam entre as primeiras blogueiras que eu li quando comecei a escrever para leitores, deixando meu blog que era apenas um diário para os familiares sobre nossas aventuras longe deles. As meninas foram incríveis – com campanhas como as das @luluzinhas e da @gabibianco – e o movimento foi ganhando vida própria, me deixando a sensação boa de que tinha feito uma semeadura importante num solo fértil e generoso. Esta vida, que me escapa nos trackbacks e vive independente, me orgulha e me enche de esperanças na humanidade, na capacidade de agirmos com altruísmo e na mobilização que podemos fazer quando somos imbuídos do bem em nossos corações.

Tentarei aqui agradecer linkando todos – e sei que já devo começar a pedir desculpas por mil esquecimentos que virão e por nomes e links que não tenho porque não são trackbacks no meu post, mas estão por aí nos posts-filhos que, com certeza, vão ter gerações de descendentes a perder de vista e de controle. Quem não for citado e quiser estar aqui, é simples, deixe um comentário abaixo ou me mande uma mensagem (o e-mail é também msn/gtalk). Estou seguindo a lista da @kakah.

Vou começar com o mais recente dos posts, que li agora à noite e no qual a @smiletic conta detalhes de um programa da Oprah que tratava do tema e contava a história de sobreviventes e da própria campanha October Pink (sim, é uma campanha internacional). Segundo ela

o movimento é do início dos anos noventa, quando campanhas publicitárias adotaram o rosa como o tom da esperança e o pequeno laço como símbolo da luta contra a doença. A escolha do laço seguiu o exemplo do laço vermelho usado na luta contra a AIDS tempos antes por Jeremy Irons.
Existe ainda um corrente que conta algo curioso: dizem que um homem usava um laço rosa em sua lapela e ao ser questionado pelos demais sobre o motivo disso aproveitava a oportunidade para falar sobre a doença e a importância dos exames regulares.

 

No sábado estive com algumas blogueiras que conheço do twitter num café da manhã rosa e continuamos no Vão Livre do Masp, onde o rosamóvel (van da campanha) estava. Fui convidada para dar um testemunho para um vídeo institucional da Femama e nele enalteci exatamente vocês que participaram e que, em sua maioria, fez muito mais do que eu que apenas tive a inspiração divina para esta ação. OBRIGADO, OBRIGADO, OBRIGADO.

Para mais informações sobre como prevenir ou detectar o câncer de mama acesse o site da FEMANA. Acesse também o site MulherConsciente, tire suas dúvidas e saiba tudo que está acontecendo aqui no país por causa da campanha.
Divulgue, participe, apoie, converse com as pessoas próximas a você. Vamos juntos encontrar uma forma de proteger todas as mulheres.

[update] Posts:
Mellancia (#prontofalei)
Lili Ferrari
Saber é bom demais!
Diva Diz
Nubibella
Blog3
Blog do Moura
Digital Paper
Sinestesia
Grace (Ela já passou por isso, têm muito à nos dizer!)
Meire
Blog do Guara
Poucas Palavras
3 Little Nerds
Ato Criativo
Luz de Luma
Cobra com Asa
Rexona Blog
Lucas Pereira
Casa da Gabi
Uatafóc
Novo Mundo
Pandeando
Diários Animais
Anderssauro
Sucesso
Outras Frequências
O futuro do presente
Blog da Tiffany (em fase mãe!)
Hapills
Milkix
Blog da Angélica (Parabéns moça!)
Na casa da Vovó
Gaveta de Criado Mudo
Pri Alves
Dani Doduti
Sturm and Drang
Evellyn
Casal 10
Gente sem saúde
LuxSalus
RodOgrO
Rosa 147
Saia Justa
Duzão
Tou em outra
Cantinho da Borboleta Azul
Anis com Canela (poesia lindíssima!)
Meu Retrato
Cafeína
Groselha
Chá de Hortelã
Penso Direto
Arte e Vício
PlugBR
30 & Alguns
Pró Curar
Karyne M. Lira
Bicho Papel
Meu Estilo
Nova Pediatria
Tô doida
Então relaxa
Luluzinha Camp
Jane Austen
Rastro de Carbono
Garota Geek
Minimundo!

Obrigada pelo apoio!

[/update]

P.S. A Pam Gonçalves muito generosa, fez um banner para a campanha:

E os meninos criaram esta outra:

[update 2010]

Textos relacionados:

[Se você procura a Blogagem Coletiva do Outubro Rosa 2009, veja o post Força na Peruca neste Outubro Rosa. Se quer saber como este movimento chegou às mídias sociais, clique aqui] [/update]
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas