Conversa com as mães vlogueiras do @mamatraca



[update]
A ganhadora do mimo deste post é Ana Luiza Martinez G Masi com seu comentário postado no dia 2012/05/21 às 2:15 pm.
“Adoroooo o Mamatraca. Elas falam de assuntos importantes com descontração. Assim cada um de nós se sente a vontade para dar sua opinião sem ser criticada por tal.”
Obrigada pela companhia constante no Twitter, Analu, e espero que agora possamos contar também com sua presença aqui no @avidaquer!
[/update]

“Mamatraca é um espaço para dar voz às mães reais, aquelas que sabem que não existem regras ou perfeição nessa jornada tão incrível e ao mesmo tempo desafiadora que é a maternidade. Mediado por quatro mães blogueiras, o Mamatraca com seu formato pioneiro traz diariamente os mais variados temas desse rico universo, abordados com naturalidade e humor, sem aquela idealização dos comerciais de margarina ou do mundo das celebridades. Aqui você vai encontrar de tudo: comportamento, carreira, escola, amamentação, viagens, dicas e, principalmente, boas histórias e depoimentos.”

Desde que um projeto totalmente em vídeo surgiu na blogosfera materna, reunindo mães que já tinham uma experiência consolidada tanto em blogs quanto na vida familiar, eu tenho acompanhado com carinho e atenção. Fui conhecendo aos poucos as mães, desvirtualizando contatos num evento aqui, outro ali, até que neste começo de ano pude dizer que sabia quem eram todas as atuais mamatracas.

Por serem as mais novas nestes agrupamentos de mães que eu sigo e indico, além de trazerem um projeto inovador e vanguardista (usar o vídeo para as mães “matraquearem” na web), desde que imaginei a Semana @maecomfilhos no @avidaquer eu pensei nelas para este fechamento do especial de 2012.

Você sabe quem são as mães que falam por lá? Pedi para elas se apresentarem para nós:

Anne Rami. Já foi bancária, professora e palhaça de festa infantil. É designer de interiores, mas continua produzindo no seu atelier em casa, desde que saiu da faculdade de Artes Plásticas. É mãe do Joaquim (2) e Tomás (4 meses). Escreve também o blog superduper.com.br

Carol Passuello. Gaúcha residente em São Paulo e colorada desde sempre. Mãe dos gêmeos Leonardo e Rafael (2), viaja a América do Sul fazendo o que gosta enquanto as razões de sua vida ficam em casa com o pai. Escreve também o vinhosviagenseumavidacomum.blogspot.com

Priscilla Perlatti. Paulistana, corinthiana, ex-turismóloga, futura designer, mãe de duas, tia de dois. Mãe da Stella (6) e da Lia (4), é autora do maededuas.com.br

Roberta Lippi. Roberta é jornalista em home office, paulistana casada com um carioca e mãe de duas garotinhas cheias de personalidade, a Luísa (4) e a Rafaela (1 e 8 meses). É também autora do blog meuprojetinhodevida.blogspot.com

Creio que todo mundo tem curiosidade de saber como o Mamatraca surgiu. Como vocês se organizam com os convites para o grupo e para os blogs particulares?

Todas nós já éramos blogueiras nesta área de maternidade e este foi o motivo que nos aproximou – inicialmente de forma virtual, depois na vida real. Nos conhecemos em almoços e cafés despretensiosos e a afinidade que rolou entre nós acabou se transformando na ideia de fazermos um projeto juntas. Esse namoro durou cerca de seis meses até o nascimento do Mamatraca, em setembro de 2011. No começo éramos em cinco pessoas, mas uma delas resolveu sair porque optou por se dedicar 100% à família. Cada uma de nós tem uma formação e experiência diferentes, mas nossos perfis se complementam muito profissionalmente.

Hoje temos uma dinâmica de empresa, apesar da informalidade nas relações. Fazemos nossas reuniões de pauta semanais, temos equipes profissionais nos dando apoio e levamos nosso trabalho muito a sério. Cada uma continua levando seu blog individual de forma independente, mas o nível de envolvimento é outro. É lógico que em algumas situações esses canais acabam se conversando: quando fizemos nossa primeira blogagem coletiva, na semana em que falamos sobre mães e internet, também usamos nossos blogs pessoais para convocar a blogosfera materna. E deu muito certo, foram quase 200 blogs participando. Os contatos que já tínhamos individualmente por conta dos nossos blogs pessoais ajudaram muito a apresentar o Mamatraca, lá no início, mas hoje ele já tem sua identidade própria. E hoje é certamente nossa prioridade.

De mães blogueiras a agitadoras de novos meios de produção na web, que caminho foi este? E como vocês imaginam o futuro desta sua opção de vida?

Por trabalharmos com um assunto que vivenciamos no dia-a-dia, que é a maternidade, é impossível nossos lados pessoais e profissionais não se cruzarem. Sempre levamos os nossos aprendizados para essas duas esferas. Por um lado, vivemos a prática dentro de casa. Por outro, refletimos o tempo todo por conta do trabalho. Essa somatória de experiências, que se junta às reflexões trazidas por nossas leitoras – que são muito críticas, inteligentes e participativas – são muito ricas. Nossas famílias acompanham esse trabalho, torcem pelo nosso sucesso e nos apoiam (inclusive na parte técnica, porque muitas vezes precisamos da ajuda deles para produzir nossos vídeos).

O que vocês esperam construir com esse projeto?

Quando decidimos fazer um projeto juntas, surgiram muitas ideias (aliás, difícil é conseguirmos administrar tantas ideias que nossas cabeças juntas produzem rsrs). Mas em um determinado momento vimos que estávamos desenhando mais do mesmo. Os vídeos, que já sabíamos que era uma grande tendência da internet, inicialmente seriam uma seção do projeto. Até que deu um estalo e tomamos a louca iniciativa de fazer um site só com vídeos. Nos inspiramos em algumas coisas que vimos lá fora mas desenhamos um projeto totalmente diferente, a partir das milhares de ideias que fomos amarrando e testando. Sabíamos que era uma escolha mais difícil, porque vídeo dá muito trabalho, porque nos exporia mais e porque poderíamos enfrentar inicialmente alguma resistência por se tratar de uma forma de comunicação ainda não tão consolidada no Brasil. Foi uma aposta. E está dando certo. Galgando um passo de cada vez, estamos aprendendo, aprimorando nosso trabalho e tentando oferecer um produto inovador e de qualidade para o universo materno. As respostas têm sido muito positivas. Estamos sendo reconhecidas como formadoras de opinião pelas mais diferentes esferas em razão da qualidade e da seriedade do nosso conteúdo. Acreditamos demais nesse projeto e esperamos um longo e lindo futuro para o Mamatraca!

Siga o Mamatraca nas redes sociais:
blog | fanpage | twitter

E tem mimo pros comentaristas deste post também…

(claro, né?)

A Johnson’s Baby ofereceu aos leitores do blog uma lata vintage pelo dia das Mães. O cheirinho é uma delícia, como sempre, trazendo a memória sensorial dos nossos bebês no colo. Vamos sortear (desta vez é sorteio mesmo) entre os comentaristas do post, valendo inclusive os tuites com o link bit.ly/mamatraca. Valem os tuites feitos até segunda-feira, 21/05/2012, às 23h59 e avisaremos do ganhador num update neste post e no Twitter do blog @avidaquer.

E no doming0 vamos divulgar os ganhadores dos outros mimos, ainda dá tempo de comentar e participar!

Leia também os outros posts da Semana @maecomfilhos 2012 no @avidaquer:

Empreendedorismo materno e @ciadasmaes

De Seja Feliz Meu Filho a Mulher Sem Script, entrevista com @natercia_tiba

Uma rede para reunir as mães que nascem quando chega um bebê (entrevista com @tatianapassagem do @redemulheremae)

“Antes de ser mãe, eu nunca…” (ou O que eu realmente queria de Dia das Mães)

A gente tem mesmo muito a aprender com as crianças sobre ser feliz!

Conversa com as mães do @mamatraca

 

The following two tabs change content below.
Jornalista, blogueira, casada com @gnsbrasil, @maecomfilhos de 3!, consumidora de cultura, tecedora de redes em mídias sociais, empreendedora na @otagaissama. Voluntária desde os 8 anos, praticante de boloterapia desde os 9, entusiasta e praticante do aleitamento materno como #maede3, acredita no poder das mídias sociais para promover o bem no estilo #socialgood e adota uma vida material minimalista.
Tags:

Comente, compartilhe! ;)