bem estar / boa dieta / destaque

mamao_papaia_em_fundo_preto

Minha filha de 4 anos descobriu que AMA mamão. O favorito dela é o tipo formosa, mas ela aceita outros, como papaia, que é o preferido da minha mãe. Eu como sem nem pensar: fruta de quintal, mamão fez parte da minha vida toda porque, diziam, “faz bem pro intestino”.

E olha, gente, a sabedoria popular novamente tem sentido: um estudo desenvolvido por pesquisadores da USP, no Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC), revelou que o mamão papaia, dependendo do ponto de amadurecimento, inibe a proliferação de células de câncer no intestino.

A descoberta, de João Paulo Fabi e Samira Prado, foi publicada nos Scientific Reports, publicação do grupo Nature e pode ser lida também aqui. A pesquisa, que analisou tumores humanos, foi realizada in vitro. Os resultados relacionaram a modificação das estruturas das fibras alimentares – dentre elas a pectina – com os efeitos da pectina em células cancerígenas. Foi observado que as pectinas diminuíram a interação entre as células de câncer e as proteínas da matriz extracelular. Os estudos devem avançar agora para a etapa in vivo, quando se verificará se os resultados encontrados se repetem em organismos vivos.

Entenda no vídeo:

Eu cresci ouvindo falar que a gente tinha que comer as sementes também. Será verdade?

A nutricionista Natália Rodrigues, da ONG Banco de Alimentos, indica como uma ótima fonte de fibras, que amplia a saciedade e auxilia no funcionamento do intestino, mas, admite, faltam pesquisas relacionadas a essa parte específica da fruta. E não adiantaria “engolir” as sementes com água, tomo se fossem um comprimido de medicação de gosto ruim!  A mastigação é essencial na absorção dessas fibras. Enfim, eu diria para deixar para adubar a terra (risos) porque as sementes são amargas quando mastigadas! A nutricionista faz outra sugestão: usar a casca, que reúne uma quantidade maior de proteínas, fibras, potássio e fósforo do que a polpa, incluindo-a em sucos, vitaminas e receitas de bolo.

(eu nunca testei, mas se alguém fizer, me conte, tá?)

E é da casca que se retira uma ensina valiosa e pouco conhecida dos leigos.

Antes da maturação, a casca do mamão apresenta um látex leitoso que deve ser retirado antes do consumo (e que contém substâncias nocivas às mucosas) e que serve como amaciante de carnes. Tem um alto teor de papaína, uma enzima proteolítica, que é usada também em medicamentos para tratamento de distúrbios gastrointestinais e para reabsorção de hematomas.

Então o mamão favorece a digestão das proteínas!

É dela que Regina Casé fala quando diz que “mamão amacia a carne”… sim, tem lojas de temperos e coisas para restaurantes, achamos a papaína em pó pra comprar. Mas não precisa usar o pozinho não, basta incluir a fruta como opção de sobremesa depois de um bom filé.

🙂

Tá bom, Sam, não vou mais dizer não ao mamãozinho no café da manhã!

Mas fica a dica: para não desperdiçar nadica da vitamina C que o mamão oferece, os especialistas recomendam o consumo imediato da fruta depois de abri-la. Isso porque, quando o alimento é cortado, algumas de suas substâncias começam a se perder.

Pra quem gosta de dados nutricionais: mamão é um alimento rico em licopeno (média de 3,39 mg em 100 g), vitamina C e minerais importantes para o organismo. Quanto mais maduro, maior a concentração desses nutrientes. Numa porção de 100 gramas do fruto estão contidas 43 calorias e uma quantidade significativa de vitamina C (75% da Dose Diária Recomendada, DDR) e uma quantidade moderada de folato (10% da DDR).

Saiba mais no querido Um pé de quê?

 

Você pode gostar também de ler:
O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
Como envolver os estudantes nas decisões da escola e promover uma cultura de participação?  Nesta
Como lembrou Francisco Russo no Anime Pop, “o bom anime japonês tem por tradição lidar
Eu vi nascer o Fórum Cristão de Profissionais. Estava no culto num domingo em que
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas