“Mamãe, olha o que eu fiz: um paraquedista” #aos8 criando com massinha, arroz e salvia :-)

Não sei se já comentei, mas pela manhã eu concentro minhas atividades em “ser mãe” e do trabalho apenas checo e-mails, tuito um pouco e eventualmente converso com alguns contatos de trabalho no Instant Messenger – felizmente, graças aos smartphones e agora ao Galaxy Tab, nem ligo o computador – embora a gente tenha um note antigo que fica na cozinha para apoiar a mamãe quando vira @cozinhaconversa!

Hoje estava estudando com os meninos depois do café da manhã – um tem prova de Espanhol, outro de Artes – e no meio do estudo o Giorgio começou a divagar e brincar com a massinha que tinha no estojo (Multi-Tak, aquela invenção fantástica que prende coisas na parede sem precisar de prego!) e com um grão de arroz e uma folha de salvia que caira do vasinho que fica na cozinha. O resultado foi este acima: um paraquedista em super miniatura.

E logo em seguida, animado porque eu tirei fotos da criação, ele desmontou a criação e fez um estegossauro… ou seja, pode até não tirar dez na prova de Artes, mas está aprovadíssimo em criatividade pela mãe coruja. E como segurar uma criança assim e colocar na sua cabecinha de apenas 8 anos que tem que estudar coisas teóricas sobre a arte quando ele vê a arte no cotidiano?

E #aos8 sr animou, agora fez um estegossauro com massinha e arroz (e estudar pra prova de artes que é bom, nada...)

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook