a vida quer


Se você não lembra do nome de Simón Bolívar (afinal, as escolas brasileiras nem sempre saem do eurocentrismo) , a série que começa hoje à noite no History Channel pode te ajudar. E tem mais sentido do que reforçar seu conhecimento de uma época passada, afinal o Bolivarismo reviveu recentemente nos governos populares da América Latina em países como Venezuela, Bolívia e, de certa forma, creio eu, Brasil.

Entenda:

“Após o triunfo sobre a Monarquia Espanhola, Bolívar participou da fundação da primeira união de nações independentes na América Latina, nomeada Grã-Colômbia, na qual foi Presidente de 1819 a 1830.

Simón Bolívar é considerado por alguns países da América Latina como um herói, visionário, revolucionário, e libertador. Durante seu curto tempo de vida, liderou a Bolívia, a Colômbia, Equador, Panamá, Peru e Venezuela à independência, e ajudou a lançar bases ideológicas democráticas na maioria da América Hispânica. Por essa razão, é referido por alguns historiadores como “George Washington da América do Sul”.

Sinopse do programa:

“Um venezuelano enfrenta o império espanhol com o objetivo de alcançar a independência da América Latina. O valor e a importância de Simón Bolívar despertará a atenção de muitos povos e países, servindo assim de inspiração para que todos lutem juntos por sua independência.”

 


Estatísticas