a vida quer

 
   

Imagine a situação: você é um jovem artista plástico e tem a chance ímpar de participar do primeiro encontro internacional da sua área. No evento surgem as competições naturais e você percebe que os coroas, que disputam entre si pelos melhores espaços para suas obras, não vão dar brecha para o calouro da turma.

Foi nesta situação que o artista chileno Mario Irarrázabal se viu no verão de 1982, quando ele chegou ao primeiro Encontro Anual Internacional de Escultura Moderna ao Ar Livre, em Punta del Este, no Uruguai.

A história diz que eram nove escultores e ele era o mais jovem. Diante de uma disputa para escolher os lugares atribuídos a uma praça pública onde os artistas fariam suas obras, Irarrázabal decidiu fazer suas esculturas na praia. 

A irreverência e inovação não acabam aí: apesar de ter todo o verão para completar o projeto, ele conseguiu concluí-lo nos seis primeiros dias, mesmo tendo enfrentado pequenos atrasos devido ao forte vento sudeste que é comum (e forte!) em Punta del Este.  

Quem passa pelas esculturas, intactas e lindas na Parada 4 daPraia Brava, nem imagina a idade da obra, tampouco a engenharia por trás da “construção”, que leva concreto e plástico reforçados com barras de aço, malhas de metal e um solvente resistente à degradação cobrindo o plástico do lado externo.

E voltando à história da obra, que vale como uma inspiração para quem quer se posicionar de forma criativa e otimista diante do mercado de trabalho: 
Durante aquele verão de 1972, escultores de todo o mundo trabalharam em suas criações na praia, mas apenas a obra de Irarrázabal pode até hoje ser vista na praia. 

  
Los Dedos deu a Irarrázabal o reconhecimento mundial e é popularizada pelas fotografias dos turistas e reproduções em cartões-postais. Mais tarde, o artista foi convidado a repetir sua escultura no deserto do Atacama no Chile (1992), e em Veneza (1995). A mão uruguaia não deixou seu lugar original, e se manteve praticamente intacta, exceto por uma grafitagem no lado da palma dos dedos feita em 2005.

Saiba mais no site do artista marioirarrazabal.cl 🙂

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas