educação / entretenimento

Um dos motivos para eu ser voluntária do Todos para Educação é o fato de ser um movimento com metas bem definidas e dia para alcançar todas elas: Sete de Setembro de 2022, quando o Brasil completa seu Bicentenário de Independência. E, embora estejamos livres de um país colonizador desde 07/09/1822, sabemos que um povo não pode ser considerado livre enquanto não tiver condições de discernir e conhecer para escolher seu futuro.

Por isso, nesta data patriótica eu deixo para vocês algo que é um desafio e um presente: livros digitais gratuitos para nos informarmos sobre as políticas públicas educacionais do Brasil. Eles estão no site da Editora Moderna num conjunto de obras de especialistas que contribuem para a reflexão e fomento de políticas públicas na área de educação.

Numa realidade na qual temos pouco tempo (e eventualmente até condições) para adquirirmos todas as obras que desejamos ler, ter livros de referência (para estudo, para o aprofundamento teórico tão necessário na educação) disponíveis para consulta online e para download é algo que merece destaque e comemoração.

Melhor ainda é quando esta opção é para toda sociedade, sem restringir os recursos educacionais aos professores, permitindo que (nós) pais também possamos nos “empoderar” e “educar” com o acervo digital que traz exemplos de boas práticas em educação e reflexões sobre políticas públicas no setor, redigidos por renomados especialistas, mas livres para reflexão dos “leigos” também.

A oferta é da Editora Moderna junto com a Fundação Santillana, que integra o movimento Todos Pela Educação. A ideia é disponibilizar gratuitamente o acesso à comunidade acadêmica, jornalistas, servidores públicos, estudantes, professores e outros públicos interessados, para que este conhecimento seja compartilhado e difundido, e continue gerando benefícios em prol da qualidade da educação brasileira.

Conheça as obras atualmente disponíveis no site da Editora Moderna:

  • “A Urgência da Educação” – Autores: Isaac Roitman e Mozart Neves Ramos – Prefácio: Cristovam Buarque
    Lançado em 2011 pela Editora Moderna em parceria com a Fundação Santillana, o livro discute a importância do ensino básico para a qualidade da educação brasileira. Reúne artigos dos especialistas Isaac Roitman (membro titular da Academia Brasileira de Ciências, atual subsecretário de Políticas para Crianças da Secretaria da Criança do Governo do Distrito Federal e coordenador do Grupo de Trabalho de Educação da SBPC) e Mozart Neves Ramos (membro titular do Conselho Nacional de Educação, membro do Conselho de Governança do movimento Todos pela Educação e ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco). A obra possui prefácio do senador Cristovam Buarque.
  • “Políticas Sociais – Ideias e Prática” – Organização: Centro Ruth Cardoso – Autores: Augusto de Franco, Cássio Martinho, Cecília M. Vellez, Elisa Reis, Ezequiel Reficco, Gerard Clarke, Graça Machel, Guiomar N. de Mello, Gustavo Cardoso, Lesley E. Redwine, Lourdes Sola, Maria Helena Guimarães de Castro, Rosa M. Fischer, Thereza Lobo – Introdução: Graça Machel
    A obra reúne coletânea dos autores participantes do I Seminário Internacional Centro Ruth Cardoso, realizado na USP em 2010, e tem introdução da ativista de direitos humanos Graça Machel. O livro discorre sobre democracia e novas formas de participação social; educação e cidadania; empreendedorismo social e desenvolvimento sustentável; redes sociais e sociedade em rede.
  • “Da CONAE ao PNE 2011-2020 – Contribuições do Conselho Nacional de Educação” –  Coordenadores: Antonio Carlos Caruso Ronca e Mozart Neves Ramos
    Lançada em Brasília, em 2010, a obra “Da CONAE ao PNE 2011-2020” traz uma coletânea de artigos inéditos redigidos por 11 conselheiros do CNE como contribuição ao Plano Nacional de Educação, que está em aprovação em 2011. Os artigos debatem temas que fizeram parte da Conferência Nacional de Educação (Conae). Com organização de Antonio Carlos Caruso Ronca, presidente do CNE, e Mozart Neves Ramos, membro do CNE e do Todos pela Educação, os artigos versam sobre políticas públicas na educação; diversidade e educação indígena; equidade na educação e na tributação; ensino superior; capacitação de professores; cursos à distância, entre outros.
  • “Por um sistema nacional de educação” – Autor: Carlos Roberto Jamil Cury, Doutor em Educação e Professor adjunto da PUC-MG – Parceria: Movimento Todos pela Educação
    Lançado em 2010, em parceria com o movimento Todos pela Educação, o texto de Carlos Roberto Jamil Cury, Doutor em Educação e Professor adjunto da PUC-MG, aborda a história do Plano Nacional de Educação e traz várias contribuições para subsidiar a elaboração do novo PNE 2011-2020. Entre as propostas do autor, está a execução de um PNE objetivo, federativo, democrático e complementado por uma Lei de Responsabilidade Educacional.
  • “Escolas de Valor – um retrato de seis experiências bem-sucedidas na educação pública brasileira”
    Fotos:
     Carlos Díez Polanco
    Seis experiências de escolas públicas brasileiras que são modelos de gestão são apresentadas no livroEscolas de Valor, com fotos de Carlos Díez Polanco. A obra deu origem a exposições e oficinas em seis Estados brasileiros. Lançado pela Editora Moderna e pela Fundação Santillana, com o apoio da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) e do movimento Todos pela Educação, o livro reúne histórias focadas nas boas práticas de ensino em escolas públicas do Brasil, e está alinhado com os princípios do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do Ministério da Educação.
  • “Políticas Educacionais – Sugestões para melhorar a educação básica: estudo comparativo entre a Espanha e o Brasil” – Autor: Antonio Ibáñez Ruiz – Editora Moderna / 2009
    Lançado em 2009, o livro de Antonio Ibáñez Ruiz, secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia e especialista em políticas públicas para a educação básica, apresenta um estudo comparativo entre as políticas educacionais na Espanha e no Brasil, propondo sugestões de melhorias para a educação básica brasileira, especialmente do ensino médio. Entre os assuntos abordados estão a legislação educacional na Espanha após a Constituição de 1978 e as mudanças na educação brasileira a partir da implementação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, na segunda metade da década de 90.


Você já ouviu falar da Fundação Santillana?

Ela nasceu da vontade de reflexionar sobre as questões mais relevantes para o futuro do ensino no Brasil e funciona como uma entidade destinada ao fomento da educação e cultura mantida pelo Grupo Santillana, realizando diversas ações no país, como o Prêmio Vivaleitura, a realização de cursos presenciais e à distância para educadores, seminários, oficinas pedagógicas e a edição e distribuição gratuita de publicações voltadas para a educação e a cultura. Também mantém parceria com organismos nacionais e  internacionais, como Unesco, OCDE, Conselho Nacional de Educação e OEI.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas