Livro Livre

livro-livre

A idéia do Livro Livre já era minha conhecida (do Livros e Afins), mas foi só ao ler o post É como se o mundo fosse uma grande biblioteca (no Gattune) que uma lembrança de minha vida no Japão me veio à mente. Aconteceu várias vezes nas estações de trem de Tokyo e era estranhamente lindo perceber o cuidado com que as pessoas liam os livros e mangás e depois os deixavam nas estações para os próximos leitores. Pena não ter tirado fotos disso, mas guardo na memória minha estranheza e satisfação. Não pude ler nenhum daqueles livros porque sei poucos kanjis, mas antes de voltar para o Brasil doei vários livros em português para dar chance aos lusófonos que estão do outro lado do mundo. 😉

P.S. Já troquei livros numa comunidade da internet e outro dia indiquei o Troca de Livros no Mãe com Filhos, mas confesso que a idéia de liberta-los me parece muito mais bonita!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook