Lipstick Jungle


Foto do kit que a Simone recebeu

Comentei hoje no Só Seriados de TV que achei Lipstick Jungle bem diferente de Sex And The City. Comecei a ler o livro ontem. Não ganhei o kit da ação da Espalhe (que, como a Simone, eu achei que não tinha a ver com a realidade da série, estava bem mais para Sex And The City e só reforçou um estereótipo feminino desnecessário), mas uma amiga que ganhou e não teria tempo para ler já me emprestou. A história é bem diferente e, no livro de Candace Brushnell (em português Selva de Batom), está me parecendo mais crível.  O marido da personagem da Brooke no livro lembra o McDreamy (do Grey’s Anatomy) mas é metrossexual e foi uma pena que o ator do seriado deixou a desejar – as vantagens ao estilo das garotas Manhahan parece estar no par da Nico. E a eterna menininha que casou com Steve no 90012 não convence como mulher de 42 anos que desistiu de ter filhos para ser estilista de sucesso, mas tudo bem. Engraçado que no livro a Nico tem uma filha e o marido é banqueiro (o que combina muito mais com o perfil psicológico). Mas, no final, estou gostando e mesmo não sendo um Mothern, é mais fácil de ter empatia e identificação do que Sex and the city. :)

Reblog this post [with Zemanta]

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.