destaque / entretenimento


A aguardada Marseille, a série original do Netflix que mostra a política francesa, já está liberada no serviço de streaming.Estrelada por Gérard Depardieu e Benoît Magimel, traz uma visão da famosa cidade a partir da corrupção, da ambição e dos jogos de poder autárquicos mas, vale reforçar, é sobretudo uma história de famílias. 

E todos garantem que não, não é o House of Cards francês.

É uma oportunidade de sair do padrão estadunidense das séries. 

Segundo Florent Siri, Marselha é “talvez a cidade francesa mais cinegénica. Tem uma luz incrível. Para mim, a personagem principal é a cidade”, diz sobre o lugar que filmou, a convite do produtor Pascal Breton (da Federation Entertainment), como pano de fundo para o roteiro de Dan Franck (co-argumentista de Carlos, de Olivier Assayas).


Se fosse uma cidade americana, talvez a gente entendesse de cara o significado da escolha da cidade. No entanto, li críticas europeias e descobri que há toda uma profusão de ficção criminal de e sobre Marselha, todo um imaginário noir sobre a cidade-porto que é “a cidade mais singular de França”: “Na fortaleza de Marselha, os canhões estão voltados para o interior da cidade.”

Então, vamos conferir, né? 

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Latest posts by Sam @samegui Shiraishi (see all)


Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas