Destaque Mãe / educação / Educação

defendendo a brincadeira livre como ferramenta educacional ao alcance de todos.jpeg

Vejam a notícia:

“A publicação no Diário Oficial aponta que “a educação infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de até cinco anos, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade”. O texto publicado hoje também divide a educação básica obrigatória em pré-escola, ensino fundamental e ensino médio. Ele garante ainda atendimento aos jovens em todas essas etapas “por meio de programas suplementares de material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde”. Na pré-escola, os jovens deverão ser avaliados mediante acompanhamento e registro do desenvolvimento, mas sem o objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao ensino fundamental. Também deve haver “controle de frequência exigindo a frequência mínima de 60% do total de horas”.

4 anos? Entrei na escola (pública) com 7 anos, quando fui alfabetizada. Meus filhos são das primeiras turmas que incluiram o nono ano no Ensino Fundamental e com 5 anos já estavam sendo alfabetizados em escolas “com pouca brincadeira”.

Reduzir em um ano esta inserção na escola formal me deixa realmente preocupada.

Li que as crianças não serão avaliadas e a expectativa de presença na sala de aula é pequena, mas fico aqui me perguntando se algumas escolas não aproveitarão isso para “vender” os pacotes de aulas-extras, as músicas decoradas em inglês macarrônico e tantos outros modismos que roubam o tempo do Brincar Desestruturado que é tão importante na primeira infância.

E você, o que acha?

P.S. Sobre este tema, tem muitos posts no @avidaquer, defendendo a brincadeira livre como ferramenta educacional ao alcance de todos.

Você pode gostar também de ler:
Orgulho do meu Paraná: Curitiba sediou recentemente um evento em que foram apresentados relatos das
Na internet que começamos a compartilhar nossos segredos de mães e a criar laços de
São Paulo se prepara para a nova edição da Virada Cultural, evento que (quase) vi
Participei como convidada do Blog “Mãe com filhos”, da 1ª Roda de Mães com blogueiras
No dia 12/03 tive a oportunidade de participar de um encontro de mães oferecido pela
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas