destaque / educação

Como envolver os estudantes nas decisões da escola e promover uma cultura de participação?  Nesta segunda-feira, 16/04/2018, o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, recebe um totalmente voltado para a juventude, com debates sobre currículo escolar, metodologias e as formas de participação dos alunos.

Meu filho de 15 anos, que cursa o Ensino Médio no Colégio Estadual MMDC, em São Paulo, está lá desde ontem, quando participou de workshops com outros jovens em preparação para o dia de hoje no Educação 360 Jovem.

Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo aprovariam o mutirão de ex-alunos do M.M.D.C

Os debates contam com a participação de nomes de destaque do setor e dos próprios jovens. Entre os convidados, estão: o empreendedor Fabio Zsigmond, que trabalha com tecnologia e educação; Gabriel Medina, psicólogo, que foi presidente do Conselho Nacional de Juventude e hoje é analista sênior no Instituto Unibanco; Carolina Carvalho Fernandes, responsável pelo tema de Juventude no Movimento Todos Pela Educação; e Jayse Ferreira, vencedor do prêmio Professores do Brasil, realizado pelo MEC.

Promovido com o apoio do Insituto Inspirare, o evento também conta com a mediação de Anna Penido, diretora do instituto, e Tatiana Klix, gestora de mobilização.

Quando a escola pública é sim a opção! (ou sobre deixar filhos melhores para o mundo)

O encontro promete apresentar um panorama do ensino médio no Brasil e no mundo, além de promover diversos painéis sobre o que e de que forma os jovens querem aprender e como devem participar da educação.

No encerramento do Educação 360 Jovem, ainda irá acontecer o lançamento do documento “Juventudes pela Educação: Propostas para fortalecer a participação das juventudes brasileiras em prol da melhoria da educação”.

Esse é meu orgulho, pois o material foi construído pelo Movimento Todos Pela Educação, em parceria com o Instituto Inspirare e o Instituto Unibanco, com a contribuição de um grupo de mais de 60 colaboradores, entre jovens alunos ou egressos de escolas públicas e adultos que atuam nas áreas da educação e da juventude. Meu querido Giorgio fez parte deste time de colaboradores, foi lindo ver o nome dele como um dos autores do documento final.

🙂

Há quem diga que mães e filhos vivem muitos “cortes de cordão umbilical” na vida. Outras pessoas defendem que há uma ligação espiritual e afetiva entre país e filhos que nunca se desfaz. De um jeito ou de outro, a partir do nascimento começamos uma vida individual, numa ruptura necessária e inevitável que raramente condiz com nosso desejo íntimo de proximidade e de relacionamento. Por mais da metade da minha vida vivo longe dos meus pais, mas sinto sua presença em muitos momentos. Ontem, por exemplo, eles nos mandaram essa indicação (uma pregação sobre Efésios 6) que fez com que Gui e eu sentíssemos a presença, o cuidado e o afeto deles. ❤️ Pela manhã, neste domingo que marca a primeira viagem solo do @giorgio_sns, que começou com orações nossas por ele, senti como somos abençoados por saber que contamos com Deus por nós e que podemos sempre pedir a Ele por essa proteção. #obrigadasenhor #abraçosquecuram #encontrosquetransformam #pequenasalegrias #contesuasbênçãos #maisamorsemfavor #menospresentemaispresença #maecomfilhos #familiasns #shiraishis (da viagem: #aos15 está no Rio a convite da @redeglobo com a equipe do @todospelaeducacao para participar do evento. Amanhã o documento “Juventudes pela Educação: Propostas para fortalecer a participação das juventudes brasileiras em prol da melhoria da educação” será lançado no evento #educação360jovem no @museudoamanha e ele é um dos autores do estudo! Oportunidades de protagonismo que só a #escolapublica dá!)

A post shared by Samantha Shiraishi (@samegui) on

Mais informações estão disponíveis aqui.

Leia também:

Se há algo que luta contra a injustiça nesse país é o acesso a uma educação de qualidade para todos

Geração Y e a falência da educação

A Educação vai se reeducar? E o que as famílias interativas podem fazer para isso acontecer?

Geração Z, quem são eles?

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas