Jonathan Okseniuk conduzindo orquestra #aos3

“Para manter o espírito vivo e criativo é preciso se despir de preconceitos, combater a inércia e, sair da zona de conforto. Há um universo de coisas interessantes a serem descobertas.”
(Vik Muniz)

Lembram-se de quando a gente sonhava, brincava e criava assim?

Talvez fosse uma vocação e ninguém percebeu. No vídeo (compartilhado por amigos no Facebook nesta manhã) está o menino Jonathan Okseniuk, #aos3, conduzindo parte da 5a sinfonia de Beethoven. Segundo li, a paixão de Jonathan por música erudita começou as oito meses (sim, um bebê) e ele sempre brincou de “conduzir”.

Sua mãe conta que tenta fazer de tudo uma brincadeira, mas o filho leva realmente a sério, tanto que um ano depois desde vídeo caseiro (em 05/12/2010), estava demonstrando seus estudos de violino (ele usa o método Suzuki, criado especialmente para crianças) ao tocar “Humoresque” de Antonín Dvořák com a Chandler Symphony Orchestra (em vídeo que não pode ser incorporado, mas pode ser visto aqui).

[Minha mãe sempre gostou muito dos compositores eslavos, creio que ela vai adorar ver a performance do pequeno Jonathan tocando Dvořák. ;)]

E olhem o menorzinho ao lado neste video em que Jonathan toca “Allegro” durante um estudo da escola de violino. Ele “imita” e nesta brincadeira está desenvolvendo várias habilidades. É para pais e educadores pensarem, não?

😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook