Jogos como opção para as crianças #ferias

As férias de inverno foram confusas em termos de clima, não é mesmo? Os dias de veranico de julho animaram muita gente, mas sempre temos que lembrar que é inverno. E quando esfria, como nesta semana no sul e sudeste, as ideias de bicicleta, piquenique e tantas coisas boas para se fazer ao ar livre se tornam inviáveis. Nesta sexta meus filhos, que estavam passando as tardes na colônia de férias, pediram para “faltar” e aproveitar a companhia das netas de uns vizinhos. O resultado foi uma tarde muito barulhenta na qual games de Wii se mesclaram aos bons jogos de tabuleiro, dos antigos como Banco Imobiliário ao novo Operando do Mate (de Carros, da Disney), numa bagunça de dar gosto!

(O Operando, jogo do filme abaixo, é bem divertido, tanto nesta versão de oficina mecânica quanto na original, que remete às cirurgias de verdade, no corpo humano)

Mas nem sempre é assim, com as crianças aproveitando os brinquedos. Apesar de serem dois meninos quase da mesma idade aqui em casa, eles se cansam da companhia um do outro com certa facilidade e em pouco tempo a única coisa que pensam em fazer é entrar na internet para jogar online com outros amigos. O caçula telefona para o amigo entrar no lugar certo no Club Penguin (ou equivalente), o mais velho fica no chat do Facebook combinando coisas dos jogos sociais (como CityVille) com os colegas da escola.

Por se tratar da turma da escola, perguntei a uma amiga, a Claudia Esposito (comigo na foto ao lado), professora de informática no ensino fundamental, quais jogos de computador ela indicaria para as crianças. As sugestões dela são as que eu intuía: sites educativos entremeados dos que parecem “apenas lúdicos”, mas que também tenham um fundo pedagógico já que trabalharam a coordenação motora fina, o clicar/arrastar, clicar/soltar. Ela indicou alguns que acho que são conhecidos de muitas famílias:

E sugeriu também que as crianças maiores visitem a parte de jogos do Educar para crescer, que, além de ser divertido, tem dicas preciosas para os papais.

Se você tem outras dicas, tanto de jogos de videogame e computador quanto de jogos de tabuleiro, não deixe de compartilhar nos comentários, tá?

Posts relacionados

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook