entretenimento


Aqui em casa as crianças estão em polvorosa com o filme As Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian que estréia hoje nos cinemas. E hoje recebi um release do lançamento de um joguinho de cartas sobre o filme. Bem, família que adora super trunfo, já viu…

As aventuras dos irmãos Pevensie, criadas pelo escritor C.S. Lewis, volta às telas do cinema com a estréia no Brasil do filme As Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian e toda a exuberância desse enredo mágico está retratada em um novo jogo infantil da COPAG.

No jogo dos quartetos As Crônicas de Nárnia – Príncipe Caspian, o desafio é colecionar o maior número de quartetos – quatro cartas identificadas por códigos iguais na parte superior, estimulando a capacidade de concentração e as descobertas lúdicas das crianças. As cartas trazem fotos belíssimas dos irmãos ingleses Pevensie, do príncipe Caspian e de outros personagens da trama, que estão no mundo de Nárnia para restaurar a paz no reino, povoado de monstros perigosos e cenário de grandes lutas. É só reunir a criançada e se divertir!

P.S. É o segundo livro da série As Crônicas de Nárnia a ser publicado, mas o quarto na ordem sugerida de leitura.

Um dos temas abordado neste livro é a apostasia na forma dos telmarinos conquistadores que tentam eliminar os narnianos originais e seus costumes, além de viverem sob o medo do mar pois é dele que Aslam aparece. Outro tema abordado é a fé em um Deus que é invisível, pois as crianças (exceto Lúcia) inicialmente não conseguem ver Aslam quando ele faz a sua primeira aparição, mas conseguem vê-lo depois quando acreditam que Lúcia o está vendo.

Neste livro são narradas as aventuras dos antigos reis e rainhas de Nárnia que voltam a esta terra magnífica a mais de mil anos no tempo de Nárnia (um ano em nosso mundo) depois a terem deixado no final do livro O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa. No período em que os quatro irmãos Pevensie (os Antigos Reis) estão fora de Nárnia, esta é invadida pelos telmarinos. Os verdadeiros habitantes de Nárnia (animais falantes e criaturas mitológicas) tiveram que se esconder fora do território conquistado pelos telmarinos, mas o príncipe Caspian, detentor do direito de sucessão no trono de Nárnia, gostaria de reviver a antiga forma de viver em Nárnia. Para isso irá contar com a ajuda dos antigos reis, invocados do nosso mundo através da trompa mágica que Susana havia recebido, e é claro, da ajuda do leão Aslam.

Os telmarinos não pertencem ao mundo de Nárnia. Eles são, na verdade, piratas do nosso mundo que se perderam em uma ilha, e nesta ilha encontraram uma caverna mágica que levava ao mundo de Nárnia. Telmar fica a Oeste de Nárnia, e os telmarinos só invadem esta última quando Telmar passa por uma grande escassez de alimentos. Apesar de também ser telmarino, o príncipe Caspian gostava muito de ouvir histórias sobre a antiga Nárnia da época de ouro. Naqueles dias seu tio Miraz era rei por ter deposto o pai de Caspian, o rei Caspian IX, através de manobras políticas e golpes planejados. Como Miraz não tinha filhos ele cuidava para que o príncipe Caspian o sucedesse no trono.

Certo dia Miraz conseguiu ter um filho legítimo, o que obrigou o príncipe Caspian a fugir, levando ele de encontro aos antigos habitantes de Nárnia, que vêem nele a figura do verdadeiro rei. Organizam então uma batalha contra os telmarinos, mas só vencem quando chega a ajuda dos antigos reis e rainhas de Nárnia e do próprio Aslam. A guerra entre telmarinos e narnianos dura vários dias, até que os antigos reis chegam para ajudar. Mesmo assim, os telmarinos, que têm medo de árvores, só concordam em deixar Nárnia depois de ver um batalhão de espíritos de árvores despertas marchando na direção deles. Então o príncipe Caspian assume o trono como rei. Aslam diz então que Susana e Pedro já estão grandes demais para voltar à Nárnia, mas Edmundo e Lúcia ainda voltariam mais uma vez conforme relatado em A Viagem do Peregrino da Alvorada.

Você pode gostar também de ler:
O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
Como lembrou Francisco Russo no Anime Pop, “o bom anime japonês tem por tradição lidar
Eu vi nascer o Fórum Cristão de Profissionais. Estava no culto num domingo em que
Numa semana em que vi discussões sobre censura, política e fé pública (discutindo se líderes
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas