destaque / entretenimento

Hoje entra em cartaz o documentário Janis: Little Girl Blue, de Amy J. Berg, que traça uma cronologia da carreira de Janis Joplin desde os primórdios até a sua morte prematura aos 27 anos. Mais do que isso, em todo o filme acompanhamos os passos de uma jovem rumo ao estrelato, sua ascensão, seus medos e como ela mudou o cenário do Rock, ritmo que até então era dominado por homens.

Ao todo foram sete anos para a conclusão do filme que traz imagens de arquivo inéditas, correspondências pessoais da cantora para sua família e amigos, entrevistas e algumas das performances mais icônicas da cantora de clássicos como Piece of My Heart,” “Cry Baby,” e ” Me and Bobby McGee.” O longa ainda conta com narração de Chan Marshall (Cat Power), cantora e compositora reconhecida pela cena Indie Rock.

 

Com influências de soul e blues, Janis fez história na música mesmo com pouco tempo de estrada. Em 1967, no Monterey International Pop Festival, ao lado do Big Brother and the Holding Company, ela e Ottis Redding fizeram sua estreia para o grande público, em um evento que tinha grandes artistas e que também apresentará pela primeira vez nos EUA Jimi Hendrix, outro grande nome da música. Uma apresentação marcante que empolgou não apenas o público, mas também Clive Davis, diretor da Columbia Records.

 

 

 

Mais do que uma mulher à frente do seu tempo, Janis desbravou o terreno para muitas de nós, em um espaço onde ainda não éramos vistas. Na década de 60, que tinha como pano de fundo uma América conservadora e machista, ela gritou com ferocidade para o mundo e conquistou a todos com sua singularidade. Janis era única. E, a cada pedaço de sua história, éramos apresentados à garota de voz rasgada, cheia de personalidade e sonhos, que viveu intensamente cada passo da sua vida: drogas, demônios internos, canções e tudo aquilo que a rodeava. Seu maior vício era amar.

“Trocaria todos os meus amanhãs por um único dia de ontem.”

1970:  Photo of Janis Joplin  Photo by Michael Ochs Archives/Getty Images

1970: Photo of Janis Joplin Photo by Michael Ochs Archives/Getty Images

Uma voz que ainda ecoa por gerações.

Uma mulher.

Um mito.

Janis, obrigada.

 

Hoje nos cinemas. Confira a programação abaixo:

 

SEMANA DE 07/07/2016 A 13/07/2016

ESTREIA
* Confirme a programação e horários nos cinemas de sua cidade.

BAURU

» Cine n’ Fun – Alameda Quality Center
Horário: 19h00

» Cinépolis Bauru
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

BELÉM

» Cinépolis Boulevard Belém
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

BELO HORIZONTE

» Cinema Belas Artes
Sala 3: 15h50 – 21h30

» NET Cineart Ponteio
Sala 4: 21h10

» Cine 104
Horários: 18h35 – 20h30

BRASÍLIA

» Espaço Itaú Brasília
Sala 8: 19h40 – 21h40

CURITIBA

» Espaço Itaú Curitiba
Sala 5: 15h30 – 19h40

» Cinépolis Pátio Batel
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

FLORIANÓPOLIS

» Cinespaço Florianópolis
Sala 3: 16h30 – 21h20

» Cinépolis Continente Shopping
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

FORTALEZA

» Cineteatro São Luiz
Dias e horários:
Sexta-feira, 8 de julho, às 18h30
Quarta-feira, 13 de julho, às 18h30

» Cinépolis Rio Mar
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

JOÃO PESSOA

» Cinespaço João Pessoa
Sala 2: 16h20 – 21h20

» Cinépolis Manaíra Shopping
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

JUNDIAÍ

» Cinépolis Jundiaí
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

MACEIÓ

» Cine Arte Pajuçara
Horário: 20h25

MANAUS

» Cinépolis Ponta Negra
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

NATAL

» Cinépolis Natal Shopping
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

PORTO ALEGRE

» Espaço Itaú Porto Alegre
Sala 3: 21h30
Sala 5: 17h40

» Cinemateca Paulo Amorim
Sala Paulo Amorim: 19h30

RIO DE JANEIRO

» Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro
Horário: 18h10

» Espaço Itaú Botafogo
Sala 2: 15h00 – 22h00 – 00h00*
*sessão extra apenas no sábado, 9 de julho, meia noite

» Estação NET Rio
Sala 2: 14h50 – 21h40
Sala 3: 17h40

» Estação NET BarraPoint
Sala 1: 21h10

» Cine Santa
Horário: 15h00 – 21h00

SALVADOR

» Espaço Itaú Glauber Rocha
Sala 4: 15h50 – 20h30

» Saladearte Cinema do Museu
Horário: 21h00

» Cinépolis Horto Bela Vista
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

SANTOS

» Cinespaço Santos
Sala 3: 18h30 – 20h50

SÃO LUIS

» Cinépolis São Luis
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

SÃO PAULO

» Caixa Belas Artes
Sala 2: 14h00 – 20h30 – 22h40*
*sessão extra apenas no sábado, 9 de julho, 22h40

» Espaço Itaú Augusta
Sala 2: 14h40 – 17h00 – 19h20 – 21h40

» Espaço Itaú Frei Caneca
Sala 8: 14h30 – 16h50 – 19h00 – 21h10

» Kinoplex Vila Olímpia
Sábado, dia 9 de julho, às 23h00

» Cinépolis JK Iguatemi
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

» Cinépolis Iguatemi Alphaville
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

SOROCABA

» Cinépolis Iguatemi Esplanada
Terça-feira, dia 12 de julho, às 21h30

VITÓRIA

» Cine Jardins
Horário: 14h50 – 21h10

DIA 14 DE JULHO, LANÇAMENTO NOS SEGUINTES CINEMAS:

NITERÓI (Cine Arte UFF)

FORTALEZA (Cinema do Dragão)

VITÓRIA (Cinesesc Glória)

SÃO LUIS (Cine Lume)

EM AGOSTO

BELEM (Cine Estação das Docas)

RECIFE (Cinema do Museu – Fundação Joaquim Nabuco)

 

 

Você pode gostar também de ler:
Participamos da Virada Cultural desde que moramos em São Paulo e lá se vão muitas
Alguns sabem, outros não ainda: além de editar o A Vida Como A Vida Quer,
“@gra_flor: "Uma casa sem musica é como um corpo sem alma" Dom Bosco” Estive por
O Top 5 de hoje é de quem conheceu rock com videogame e fico feliz
Hoje temos referências ao universo familiar tanto na justificativa da fã quanto na história do
The following two tabs change content below.

Monise Reis

Redatora na maior parte do tempo, legal quando necessário e Power Ranger nas horas vagas.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas