IPq Portas Abertas

atendimento-gratuito-instituto-de-psiquiatria-usp

Semana que vem, dia 30 de setembro, o Instituto de Psiquiatria – IPq HCFMUSP abre suas portas. Ao longo do dia é possível participar de palestras e atividades livres.

O IPq, parte do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), já promove este evento há 5 anos, oferecendo à população a oportunidade de participar gratuitamente de diversas atividades no Instituto. Na programação, palestras, workshops e encontros com especialistas e profissionais de referência da psiquiatria, o principal objetivo é combater os estigmas associados aos transtornos mentais.

Em 2014, o evento atraiu cerca de 2 mil pessoas.

Neste ano, o psiquiatra Daniel Barros (aquele do Bem Estar) abre o evento com Ines de Castro, entrevistando o Prof. titular Wagner Gattaz para a Rádio BandNews FM.

No fim da tarde tem sessão especial do CineSesc dentro do IPq, com o filme “Mãe só há uma“, que aborda o transsexualismo, seguido de debate.

(Lembram que Lívia Lisbôa publicou no blog review do filme com entrevista com Anna Muylaert?)

Aliás, o tema está em outros momentos e abre uma das mesas redondas, das 8h30 às 11h, no Auditório 4, do bloco Norte. Transtorno de identidade de gênero e atendimento e inserção social  de adolescentes e crianças transexuais é o tema que reune o Dr. Alexandre Saadeh, Dr. Alexandre Saadeh, Dr. Saulo Vito Ciasca, Psicóloga Desirèe Monteiro Cordeiro, Psicóloga Luciane Gonzalez, Dr. Daniel Augusto Mori Gagliotti, Assistente Social Liliane de Oliveira Caetano e Psicóloga Beatriz Bork.

cartaz oficial brasileiro

(leia também outros textos sobre transgêneros aqui no @avidaquer)

O evento é gratuito e acontece das 8h30 às 17 horas, nas dependências do IPq, que fica na Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785, próximo ao metrô Clínicas, Cerqueira César, São Paulo.

Saiba mais aqui: ipqhc.org.br/palestra.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.