destaque / entretenimento / Passeios

20131211-070456.jpg

Nesta semana, passeando no Centro Cultural Recoleta, em Buenos Aires, me deparei com um grande painel de arte urbana que me fez parar e fotografar pensando no @Instagrafite.

Seguindo o mote do projeto – De qualquer lugar do mundo, para qualquer lugar do mundo – deixo também meu registro do grafite nas cidades e lugares por onde passo.

20131211-065942.jpg

O Instagrafite, uma ideia (que virou negócio) de Marina Bortoluzzi, filha da querida amiga Guta Orofino, é daqueles que enche meus olhos e meu coração pela simplicidade, “colaboracionismo” (posso usar/criar este neologismo?) e visão de negócio com base numa tendência (a de compartilhar fotos rápidas, feitas no celular) e na consolidação de uma linguagem artística relativamente nova.

Com mais de 700 mil seguidores, o perfil virtual se tornou um coletivo que, além da galeria, também tem projetos culturais e de curadoria de street art que realizam até mesmo revitalizações urbanas. Mais do que isso, desenvolve iniciativas sociais, como oficinas de grafite em comunidades carentes, palestras e cobertura de eventos.

20131211-070059.jpg

O diretor de arte Marcelo Pimentel e a pesquisadora de tendências Marina Bortoluzzi são os diretores do projeto, que nasceu graças à paixão pela arte de rua e ao sucesso que a rede social de fotos (instagram) alcançou nos últimos tempos.

Do processo de criação ao muro já grafitado, foram dois anos postando as diversas colaborações diariamente para que o perfil no Instagram fosse considerado a maior galeria virtual colaborativa de arte de rua, com apoio e participação de artistas reconhecidos internacionalmente. Como coletivo, possibilitou que o trabalho de alguns deles estivesse envolvido com as ideias criativas de marcas como Puma e Levi’s.

Conheça o Instagrafite no site e acompanhe no Instagram e no Facebook.

(É ela sim: Guta Orofino é parceira do movimento Social Good e guru em design thinking e business model generation)

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas