bem estar / casa
Loja de jardinagem em Paris, nas proximidades do Louvre, uma das muitas que vi por lá - sempre com clientes felizes saindo cheios de novas plantinhas!

"Loja de jardinagem em Paris, nas proximidades do Louvre, uma das muitas que vi por lá - sempre com clientes felizes saindo cheios de novas plantinhas!"

Quando estive em Paris, em maio, fiquei encantada com a quantidade de “verde” que tem nas ruas. Aquela imagem dos vasos nas janelas antigas, que parece “montagem” de filme, é verdadeira e encanta porque tem vida, não é pasteurizada e homogênea, mostra em cada moradia um pouco da personalidade dos habitantes. E, ao mesmo tempo, o todo me fez perceber como eles dão valor para este trabalho de jardinagem, que no fundo é super gostoso e um hobby dos melhores, não é mesmo?

E será que dá para repetir esta fórmula?

Ter uma horta em casa é mais fácil do que se imagina. E, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, é possível cultivar ervas e hortaliças em pequenos espaços. A grande importância de uma horta residencial é a disponibilidade de ter um alimento saudável e de boa procedência sempre à mão. Com cultivo limpo, sem uso de agrotóxicos toda a família pode desfrutar de alimentos frescos e saudáveis a qualquer hora do dia.

O fato é que além de ser saudável para o cultivo de plantas é também uma ‘terapia verde’, pois o contato com a terra, sementes, folhas e o acompanhamento de todo o desenvolvimento da planta leva o indivíduo a fazer parte de algo maior, que tem vida, alegra e alimenta. Quem defende esta tese é da gestora ambiental Josiane Oliveira, para quem, além dos benefícios do consumo saudável e da beleza que as plantas de jardinagem proporcionam, também é possível cultivar repelentes naturais e aumentar a proteção da família contra insetos não desejados.

E para quem tem problemas de espaço, como eu, há esperança: a especialista afirma que não importa o tamanho do ambiente.

“Em qualquer espaço é possível criar uma horta. Basta ter criatividade e seguir alguns cuidados básicos para que as plantas cresçam saudáveis e bonitas. Atenção à iluminação natural, adubação completa quinzenal irrigação e uso de inseticida orgânico são fundamentais.”

Sou neta de agricultores, já contei né? Moro em apartamento (sem varanda, imaginem) e morro de vontade de produzir em casa, ter um cantinho além da minha janela de temperinhos. Como temos um espacinho no terraço da empresa, estou pensando seriamente em montar uma mini-horta urbana (e suspensa) para cuidarmos coletivamente e assim espairecer. Se a hortinha da Otagai funcionar, eu prometo tirar fotos para vocês acompanharem, tá?

E se você tem um canto assim, não deixe de compartilhar suas dicas. Adoro aprender aqui nos comentários.

😉

Você pode gostar também de ler:
Há alguns anos, meu marido e eu temos alterado, alimento por alimento, bebida a bebida,
Nesta semana falei de migrantes e do que nos faz ser de um lugar ou
Gosta de curiosidades, tipos urbanos exóticos, cidades que nunca dormem e comida japonesa? Se seu
Você é daquele tipo de consumidor que baseia suas escolhas em valores? Eu sou. Se
Nossa nova diversão no horário do jantar é ver as famílias cozinhando juntas suas receitas tradicionais
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas