Codeacademy e a Hora do Código

Estou salvando este rascunho desde domingo e vou mandar o post assim mesmo e prometo voltar ao assunto com mais dicas ASAP (tão logo seja possível).

hora do codigo brasil

No Brasil já temos também algumas alternativas gratuitas e online para aprender a programar e essa é realmente uma super dica para quem quer repensar ou sonhar o futuro profissional.

😉

Nesta semana acontece no mundo uma iniciativa idealizada pela Code.org para estimular o ensino de programação. Com tutoriais gratuitos, este movimento está aberto a todos e tem vários eventos marcados para a Semana de Educação em Ciência da Computação, entre 8 e 14 de dezembro de 2014.

O movimento brasileiro está bem animado com a Hora do Código, buscando aproximar jovens e programação, com um objetivo bem ambicioso neste ano: atingir pelo menos 1 milhão de brasileiros! E globalmente a meta é ainda mais ambiciosa: saltar de 30 milhões de pessoas envolvidas em 2013 para 100 milhões em 180 países.

O movimento é global, com tutoriais de graça em 30 idiomas e incrivelmente legal, com apoio de grandes empresas e nomes da tecnologia.

youubers hora do codigo

No Brasil YouTubers que acreditam no ensino de programação gratuito para o futuro foram reunidos em uma brincadeira lúdica no programae.org.br/horadocodigo, contando em vídeos algum segredo envolvendo tecnologia. Mas não é só dar play, para vê-los é preciso decifrar um código.

A ideia é atrair públicos diversos, inclusive os bem jovens.

Para crianças, jovens ou adultos autodidatas, os tutoriais traduzidos podem acessados nesta página. Os cursos ensinam desde o básico até um pouco de lógica, e foram elaborados pela própria Code.org, pelo Google e pela Khan Academy (que tem um site específico para a Hora do Código), entre outros parceiros do evento, como  a Fundação Lemann e da Telefônica Vivo.

Faça parte, junte-se a milhões de pessoas em todo o mundo e comece agora mesmo br.code.org.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.