Hora do café

Café, a bebida sóbria, o poderoso alimento do cérebro, que, ao contrário de outros destilados, eleva a pureza e a lucidez; o café, que remove da imaginação as nuvens e seu peso sombrio e que ilumina a realidade das coisas de repente com o brilho da verdade.

Jules Michelet, historiador francês do século XVIII,
citado no capítulo sobre Café do livro História do Mundo em Seis Copos, de Tom Standage (Zahar).

[Tarde cultural] Pausa para o café por você.

Quem me conhece sabe que eu adoro café. Não posso tomar muito, há alguns anos descobri que o café depois das 14h era o motivo da minha insônia – e ficar sem dormir afeta demais o emocional. Mas, na mesma leitura sobre saúde que me fez descobrir minha dificuldade com cafeína, soube vários benefícios que o café nos faz.

Infelizmente perdi a revista há algum tempo e não sabia mais onde achar informações sobre esta bebida que eu adoro – e eu tb adoro tirar fotos dos cafés, já que hoje, com os baristas (os chefs do café) a bebida nos é oferecida com muito mais beleza. No meu flickr tenho um álbum de comes e bebes cheio de fotos de café como esta que ilustra o post.

Possivelmente foi este meu perfil de usuária quase compulviva que me proporcionou um convite para conhecer uma campanha que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está fazendo na internet e que informa os internautas sobre esta que pode ser considerada a bebida nacional. E lá no Porque Café eu achei algumas das informações que tinha perdido! A idéia do site é informar sobre vários aspectos do café, inclusive relativos aos benefícios para saúde pois a ingestão diária de café traz bem-estar físico e mental, deixando-nos mais alerta, disposto fisicamente e com o raciocínio mais ágil.

Gostei muito da proposta. Vi algumas vezes a animação que começa perguntando quantos cafés você tomou hoje e parte para uma viagem pela história do café, reforçando a importância da bebida para nosso país (que é o maior produtor e o segundo maior consumidor da bebida) e trazendo informações sobre o mercado internacional – sim, o site é tanto para o consumidor quanto para o produtor!

E para quem se interessa por saber deste mercado, há um blog bem informativo (sem ser pesado ou técnico demais) que informa sobre questões relativas ao universo cafeeiro: o selo de certificação Fair Trade (em busca de Comércio justo, ético e solidário e no qual, além do café, o Brasil já tem 13 grupos de produtos certificados) e o Programa Cafés Sustentáveis do Brasil (PCS, que comprova que a fazenda respeita as regras de sustentabilidade).

Eu não sabia que a Starbucks usa só café brasileiro de Minas Gerais e que a marca é a mais citada no Twitter. Curiosidades assim, que parecem singelas, são na verdade uma defesa bem interessante e simpática da nossa economia, que já foi mais baseada no cultivo do café (lembram-se de como o café comandou a política nacional no século XX?), mas hoje ainda é deliciosamente importante.

🙂

P.S. O site também tem um joguinho bonitinho – embora meio acelerado – que agradou demais meu filho Giorgio, tanto quanto o filme do SuperCafé!

artigopatrocinado

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook